Igrejas de Fortaleza continuam com celebrações virtuais após manutenção do último decreto estadual

A decisão acontece apesar da autorização do Governo do Estado para que os templos recebam, no máximo, 10% da capacidade

Legenda: A Arquidiocese de Fortaleza informa que, "até segundo direcionamento", permanece somente com celebrações transmitidas pela internet
Foto: Fabiane de Paula

As igrejas católicas e evangélicas de Fortaleza permanecerão realizando as celebrações de modo virtual, mesmo após a manutenção do último decreto estadual, que estabelece recebimento de, no máximo, 10% da capacidade dos templos.

As novas diretrizes para o Ceará foram anunciadas neste sábado (17), durante live conduzida pelo governador Camilo Santana e o secretário da Saúde do Estado, Dr. Cabeto.

A Arquidiocese de Fortaleza informa que, "até segundo direcionamento", permanece o que foi orientado no último dia 10 de abril. Na ocasião, o bispo Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques determinou que as celebrações nas comunidades eclesiais católicas e os atendimentos pastorais continuassem acontecendo de forma virtual. As orientações valem tanto para a semana quanto para os fins de semana.

Em nota, naquele mesmo período, a instituição católica da Capital sublinhou ainda que as atividades "seguem com os devidos protocolos mesmo nos dias e horários permitidos pelo atual decreto, até que possamos ter, ainda que com público reduzido, as celebrações presenciais também nos finais de semana, em que celebramos o Dia do Senhor, com mais segurança e estabilidade". 

Cultos evangélicos

Por sua vez, no que diz respeito às igrejas evangélicas da Capital, a maioria também continuará na mesma situação. O pastor Sandro Fiúza – da comunidade evangélica Verdadeiros Adoradores e também representante da religião no Comitê Covid-19 do Governo do Estado – externa, porém, o lamento com o prosseguimento das diretrizes

"Continuamos fechados, infelizmente. Achamos que uma reabertura ia ajudar muito às pessoas. Elas precisam se encaminhar para as suas igrejas, com todas as normas e recomendações, e já que existem outras coisas que estão abertas... Mas compreendemos as normas e vamos esperar mais uma semana para dar tudo certo", diz.

Segundo ele, ainda que sem o isolamento rígido durante a semana, os cultos presenciais não estão sendo realizados normalmente, uma vez que a tradição da religião é que as atividades aconteçam aos fins de semana.

"Mesmo as igrejas que queiram fazer na semana, elas teriam que realizar os cultos por volta de 17h ou 18h, para que desse tempo de as pessoas voltarem para casa e estarem cumprindo o toque de recolher. Apenas alguns têm facilidade para fazer isso, por isso a grande maioria dos pastores resolveu fazer as programações on-line na semana também".

O pastor Sandro também sublinha que a manutenção das celebrações virtuais não é uma unanimidade entre as igrejas evangélicas de Fortaleza. Aquelas com estrutura preparada para receber até 10% da capacidade nos templos, conforme autorizado pelo decreto, assim estão fazendo. 

"Algumas conseguem fazer vários cultos por dia", diz o pastor. "Mas as nossas igrejas estão abertas apenas para fazer atendimentos presencias, os nossos projetos sociais, entregas de cestas básicas, acompanhamento pastoral. Estão abertas, mas não para fazer as celebrações de liturgia", conclui.

Decisão

O novo panorama cearense para os próximos sete dias, conforme o Comitê de Enfrentamento à Covid-19, é de manutenção do último decreto de flexibilização da economia e a regra de lockdown no fim de semana. Portanto, nenhum outro segmento recebeu autorização para reabrir de forma presencial.

"A decisão do Comitê de manter o decreto pelos próximo sete dias é para a gente poder completar o ciclo epidemiológico de 14 dias e avaliar com mais segurança, até porque ainda há uma pressão muito alta na demanda assistencial", explicou Camilo Santana.

Apenas as atividades físicas individuais em espaços públicos e abertos poderão ser realizadas "por uma questão de saúde da população". Logo, academias, clubes de ginástica e boxes de crossfit devem permanecer fechados. 

O QUE PERMANECE PROIBIDO DE FUNCIONAR

  • Academias
  • Espaços coletivos em condomínios
  • Parques aquáticos
  • Barracas de praia
  • Cinemas
  • Museus e teatros, públicos ou privados

ATIVIDADES LIBERADAS NO CEARÁ

  • Serviços públicos essenciais; 
  • Farmácias; 
  • Supermercados/congêneres;
  • Indústria;
  • Postos de combustíveis;
  • Hospitais e demais unidades de saúde e de serviços odontológicos e veterinários de emergência; 
  • Laboratórios de análises clínicas; 
  • Segurança privada; 
  • Imprensa, meios de comunicação e telecomunicação em geral;
  • Funerárias

VEJA OS DETALHES DO DECRETO

  • O Ceará continuará em isolamento social, com toque de recolher todos os dias das 20h às 5h;
  • Comércio de ruas e serviços, como restaurantes*, funcionarão das 10h às 16h, com 25% de capacidade de atendimento;
  • Shoppings, incluindo praça de alimentação, funcionarão das 12h às 18h, com limitação de 25% da capacidade;
  • Construção civil deve iniciar as atividades a partir das 8h;
  • Isolamento social rígido, o lockdown, será mantido nos fins de semana, funcionando apenas as atividades essenciais;
  • Na educação, o ensino infantil, que estava liberado até os 3 anos, será ampliado, permitindo atividades presenciais para crianças de 4 e 5 anos, além do 1º e 2º ano do ensino fundamental, com 35% da capacidade;
  • Igrejas estarão autorizadas a receber no máximo 10% da sua capacidade. e segue valendo recomendação para que celebrações sejam virtuais
Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza