Idoso tem barraca de lona onde vive há dois anos incendiada no bairro Cidade dos Funcionários

Jesus Maciel, de 71 anos, já mora na localidade há 16 anos e vive de doações da vizinhança

Legenda: Sr. Jesus Maciel de 71 anos teve a barraca de lona onde vivia há dois anos completamente destruída
Foto: Walbert Costa

A barraca improvisada onde vive há dois anos Jesus Maciel, um senhor de 71 anos, foi incendiada na madrugada deste domingo (2), no bairro Cidade dos Funcionários. Bastante conhecido na região onde já reside há 16 anos, no casebre onde morava há dois, o idoso abriga cinco cães e vive de doações que recebe da propria vizinhança.

Seu Jesus, como é conhecido, afirma ter ouvido um barulho durante a noite deste sábado e, quando se levantou, viu uma pessoa correndo pela parte de trás da lona da barraca, mas não sabe como o fogo começou. Ele só conseguiu salvar a si mesmo e aos cachorros que cria. Todo o resto foi destruído pelas chamas. O Corpo de Bombeiros não foi acionado para a ocorrência.

O gerente comercial Leonardo da Luz, que já conhece Seu Jesus, classificou como lamentável a atitude de quem ateou fogo à moradia do idoso. "Eu passo por aqui todos os dias, a gente ajuda bastante ele. É uma cena lamentável. Um desrespeito enorme ao ser humano. Não sei nem se pode ser classificado como uma pessoa alguém que fez isso", disse.

Sentimento de revolta e tristeza também compartilhado pela esteticista Cleidiane Fragoso, que há dez anos conhece o Seu Jesus. “Quando meu amigo postou um vídeo mais cedo, eu fiquei muito triste. Porque é uma pessoa por quem eu sempre passo aqui, faz parte do meu percurso. Eu fiz questão de vir na mesma hora, deixar roupas e um dinheiro para ele. Realmente é muito triste que um ser humano seja capaz de fazer isso com outro. Ele não é uma má pessoa, por isso tem a ajuda de tantos. Tenho certeza de que, até a noite, vão vir muitas pessoas aqui ainda para continuar ajudando”, afirmou.

Mesmo com família morando em Fortaleza, Seu Jesus disse que não recebe nenhuma visita dos parentes e prefere não procurá-los. Ele afirmou que vai construir uma nova moradia no mesmo local. " Vou fazer outra casa ali no mesmo lugar, falei com o juiz, ele disse que eu posso ficar, ali é o meu canto", declarou. 

Barraco de lona e madeiras

Legenda: Jesus Maciel com sua estrutura ainda montada, em novembro de 2019
Foto: Foto: Fabiane de Paula

Em entrevista ao Diário do Nordeste em dezembro de 2018, Jesus Maciel contou sobre seu cotidiano na moradia improvisada com lona e madeiras. Convivendo constantemente com a ameaça de ladrões e outros sem teto, ou mesmo com animais como ratos e mosquitos que saem do matagal ao lado. 

"Não sei quando vou sair daqui, quem sabe é Deus. Na última vez que eu fui atrás dessas casas do governo, entraram aqui e levaram roupa, calçado, meu radim e minhas redes. Tive foi prejuízo, não quero mais saber disso não", contou na época. 

Contando com a ajuda de moradores das redondezas, além de alimentos e roupas, Seu Jesus já chegou a receber presentes como um botijão de gás e um rádio

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo da cidade de Fortaleza?