Hospital Leonardo da Vinci deixa de atender apenas pacientes com Covid e passa a realizar cirurgias

Além de cirurgia geral, a unidade atenderá ortopedia, otorrinolaringologia e urologia

O Hospital Leonardo da Vinci deixou de atender apenas pacientes com a Covid-19 e passou a realizar cirurgias eletivas de diversas áreas. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), serão feitos aproximadamente 800 procedimentos por mês em 198 leitos de enfermaria e UTI. 

Além de cirurgia geral, a unidade atenderá ortopedia, otorrinolaringologia e urologia. As demais especialidades, segundo o titular da Sesa, Dr. Cabeto, serão ampliadas posteriormente. A implementação do serviço, destaca, poderá zerar a espera de pacientes por cirurgias.

"Nós esperamos com isso reduzir as nossas filas cirúrgicas, e até mesmo, extingui-las. Acreditamos que até os primeiros meses do ano que vem, nós vamos conseguir dar acesso a todos aqueles que precisam de cirugia no Ceará", complementa.

Até março deste ano, o hospital estava desativado e foi reaberto para receber pacientes com Covid-19, sendo referência no atendimento aos casos no Ceará. A unidade foi transformada pelo governo do Ceará no principal ponto de atendimento a casos de média e alta complexidade para os infectados com o novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Pandemia

O atendimento dos casos de Covid-19 no Ceará continuará a ser oferecido no hospital, de acordo com as informações da Sesa, porém, com um número menor de leitos.

Atualmente, o hospital possui 34 leitos exclusivos para atendimento à Covid-19, sendo 24 de enfermaria e 10 de UTI. De acordo com o secretário da Saúde, a unidade tem capacidade para ativar até 150 leitos destinados à doença, dependendo da demanda.

"Isso está sendo feito com toda a responsabilidade, fazendo planejamento em cada unidade, mantendo em cada unidade o atendimento também pra Covid. Pra que, caso haja um aumento do número de casos, nós estejamos preparados pra ampliar imediatamente esses leitos e garantir o atendimento e acesso à população", acrescentou.

Na terça-feira, após redução no número de leitos do hospital Leonardo da Vinci, em Fortaleza, voltados exclusivamente para o tratamento da Covid-19, a unidade chegou a 100% de ocupação nesta terça-feira (13).  

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza