Hospital da Mulher terá ala com 10 UTIs para Covid-19, em Fortaleza

A informação foi dada pelo prefeito Roberto Cláudio em transmissão ao vivo nesta quinta-feira (30).

Legenda: Hospital da Mulher de Fortaleza contará com ala exclusiva para tratamento de Covid-19
Foto: FOTO: Natinho Rodrigues

O Hospital da Mulher de Fortaleza, no bairro Demócrito Rocha, contará, a partir desta sexta-feira (1º) com uma ala exclusiva para pacientes de Covid-19, com 10 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) e outros 15 de enfermaria, conforme anunciou na tarde desta quinta-feira (30) o prefeito Roberto Cláudio, em transmissão por rede social. O prefeito também disse que será criada um serviços para fornecer informações à família sobre pacientes das UPAs.

Conforme o gestor, a medida busca tentar sanar o aumento na procura por atendimento médico em razão da pandemia do novo coronavírus. "A gente tem visto um aumento muito significativo na demanda por serviços de emergência nas UPAs, algumas já estão lotadas. E também uma busca aumentada por serviços de internação e mesmo por leitos de UTI entre aqueles pacientes de Covid que agravam. Estamos pensando de forma criativa não só em como conseguir abrir novos leitos de terapia intensiva, como também ajustar e otimizar a nossa própria rede", esclarece. 

Compra de respiradores

A prefeitura comprou mais 100 respiradores, segundo o prefeito. Os equipamentos devem chegar neste fim de semana.  Em desdobramento da decisão liminar que obriga a União ou a empresa Intermed a entregar ventiladores para equipar leitos de UTIs no Ceará,  a Justiça Federal determinou busca e apreensão para que outros 94 ventiladores pulmonares comprados pelo Governo do Ceará e Prefeitura de Fortaleza sejam entregues imediatamente. O equipamento é essencial para tratar pacientes graves de infecção pelo novo coronavírus, com forte comprometimento da capacidade respiratória.

Comunicação entre familiares

Outro ponto levantado por Roberto Cláudio diz respeito à comunicação entre os familiares dos pacientes e os serviços de saúde. Segundo o prefeito, estuda-se a implementação de uma central de diálogo direto para que as famílias possam ser atualizadas a respeito da situação dos enfermos. "Até segunda-feira a gente vai estar com essa central de serviço social alinhada para poder dar um número de telefone específico para as seis UPAs municipais, para que os familiares possam ter atualizadas ao menos uma vez por dia a evolução do seu familiar", assegura. 

Segundo Roberto Cláudio, as Unidades de Pronto Atendimento são o foco principal da medida, já que há um fluxo maior de pacientes diariamente. Nas UTIs do hospital Instituto Dr. José Frota (IJF 2), a equipe médica responsável pelos pacientes já realiza o contato, pelo menos uma vez por dia, com os familiares. Já no hospital de campanha do Estádio Presidente Vargas, os familiares podem, ao longo do dia, entrar em contato com o serviço social do local pelo número (85) 4042.3140 e receber informações sobre a evolução do parente. 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza

Assuntos Relacionados