Eleições 2020: Rodoviária de Fortaleza disponibilizará 217 viagens de ônibus extras​

Estima-se que cerca de 30 mil passageiros passem pelos terminais rodoviários da Capital, entre os dias 12 e 15 de novembro.

Legenda: Durante os próximos quatro dias 828 viagens devem ser realizadas, e cerca de 30 mil passageiros devem passar pelos terminais rodoviários da Capital.
Foto: Natinho Rodrigues

O período de eleições municipais terá impacto direto no fluxo de passageiros no Terminal Rodoviário Engenheiro João Tomé, no próximos quatro dias. Para atender a demanda de embarques, as 16 empresas de transporte que operam no local disponibilizarão 217 viagens extras. Segundo a administração do local, esse número "pode aumentar de acordo com a demanda". 

Cerca de 828 viagens devem ser realizadas entre 12 e 15 de novembro, o que demonstra um aumento de 36% no fluxo se comparado aos dias regulares. Conforme a Coordenadoria de Transporte da Agência Reguladora do Estado do Ceará (ARCE), 30 mil passageiros devem embarcar durante esses dias para destinos intermunicipais e interestaduais, em terminais rodoviários de Fortaleza, num aumento de 53% em relação à semana anterior.

Dentre os destinos intermunicipais mais procurados estão Sobral, Juazeiro do Norte, Itapipoca, Iguatu, Crateús, Quixadá, Canindé, Camocim, Icó e Tianguá. Já entre os destinos fora do Estado estão Teresina (PI), Natal (RN), Recife (PE), Parnaíba (PI) e Mossoró (RN). A estimativa do terminal é que o maior fluxo de passageiros passe pelo local na sexta-feira (13) e no sábado (14), principalmente durante a período da manhã. 

Exercer a cidadania​

Com o aumento de 53% do fluxo de passageiros durante o período eleitoral, é observado que os cearenses, mesmo em meio a pandemia, estão decididos a exercer a sua cidadania com o voto. Letícia Lavor, estudante de Jornalismo, enfrentará cerca de 6h de viagem para a sua cidade natal, Iguatu, um dos destinos mais procurados dentro do Ceará. A jovem, que mora em Fortaleza há quatro anos, chegou a justificar o voto durante as eleições de 2018, por conflito de compromissos, mas não sentiu-se bem com isso. 

"Na eleição presidencial eu não consegui votar, e isso me incomodou muito, principalmente, por ser quando podemos escolher quem vai governar a gente, então se você tem a oportunidade de fazer, faça. Porque a política vai mexer com tudo na nossa vida", aponta Letícia. "Esse ano, por causa da pandemia, pesou um pouco mais a decisão de viajar, porque vai está um pouco mais lotado, mas ponderei todos os pontos e resolvi que não abriria mão do meu voto", completa. 

Já a estudante de Fisioterapia, Débora Muro, que é natural de Russas, localizada na microrregião do Baixo Jaguaribe, já justificou várias vezes o voto por conta da distância, mas acredita que neste momento exercer a cidadania votando é de extrema importância, mesmo passando 3h dentro do ônibus para isso. "Chega um momento da nossa vida que temos um pensamento mais crítico e eu, agora, acredito que devo fazer a minha parte de votar em quem eu acredito que seria melhor para minha cidade. Porque apesar de eu morar em Fortaleza por causa da graduação, mas eu amo minha cidade e gostaria de poder ajudar, com o voto, a escolher alguém que acredito que pode fazer o melhor". 

Segurança sanitária​

Em meio a pandemia do novo coronavírus, e o aumento do número de casos em alguns municípios do interior e na Capital, o alto de fluxo de passageiros em ambientes pequenos, como ônibus, gera preocupação em autoridades sanitárias e nos passageiros. Sobre a situação, a administração dos terminais rodoviários enfatiza que "tem adotado os cuidados sanitários exigidos nos protocolos governamentais e seguem em vigor todos os cuidados executados no plano de biossegurança".

A Covid-19 já infectou 279.989 cearenses desde o inicio da pandemia, e já confirmou 9.418 óbitos, segundo a plataforma digital IntegraSUS, gerida pela Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), e atualizada as 15h55 desta quarta-feira (10). 

Como ações realizadas para conter a disseminação da Covid-19, durante esse período de fluxo intenso de passageiros, a administração destaca: controle na entrada com aferição de temperatura; exigência do uso da máscara; disponibilização de álcool em gel; instalação de adesivos de distanciamento nos assentos; instalação de pias externas para lavagem das mãos; e orientação aos passageiros quanto a necessidade do distanciamento social no Terminal. 

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza