Data de retorno para aulas presenciais em escolas municipais de Fortaleza ainda será definida

Secretaria municipal de Fortaleza ainda vai definir a data para o retorno

Legenda: Não há data definida, conforme a SME, para o retorno das aulas presenciais das escolas municipais de Fortaleza
Foto: Helene Santos

Apesar de o decreto governamental Nº 33.742, de 20 de setembro, autorizar a ampliação do retorno das aulas presenciais na macrorregião de Fortaleza, ainda não há data para escolas municipais da Capital voltarem a receber alunos e professores. 

Conforme a Secretaria Municipal de Educação (SME), quando houver o indicativo de data, "a pasta convocará um Comitê Municipal , composto por representantes de categoria de profissionais da educação, comunidade escolar e pais de alunos para discutir estratégia da retomada".

>8 municípios da Região Metropolitana de Fortaleza decidem não retomar aulas presenciais em 2020

>Profissionais da rede estadual de educação farão testes para Covid-19 a partir de segunda-feira

>Profissionais da educação fazem protesto simbólico contra retorno das aulas presenciais em Fortaleza

Atualmente, apenas creches e pré-escolas da rede privada podem ofertar aulas presenciais. Com a mudança do Decreto, a partir do dia 1º de outubro, serão permitidas aulas em mais quatro anos letivos em escolas públicas e privadas.  Ficam liberadas as aulas presenciais,nos municipipios da macrorregião de Fortaleza, para as turmas da Educação de Jovens e Adultos (EJA), com 35% da capacidade; para o 1º, 2º e 9º ano do Ensino Fundamental, com 35% dos alunos; a 3ª série do Ensino Médio e educação profissional, com 35% de capacidade e a Educação Infantil, com 50% dos estudantes. Nos demais municípios, foram liberadas apenas as de educação infantil da rede privada, limitadas a 30%. Exceto na região do Cariri.

Ontem, oito municípios da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) optaram por não retomar as atividades presenciais das unidades municipais neste ano. A decisão é conjunta entre Caucaia, Aquiraz, Eusébio, Guaiuba, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape e Pacatuba.

No início de setembro, a Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece) realizou uma sondagem entre todas as 184 cidades cearenses.  125 expressaram a intenção de voltar às aulas presenciais somente no ano que vem.

As aulas presenciais foram suspensas no Ceará em março, no início da pandemia, e foram autorizadas a retomar em 1º de setembro, para turmas do ensino infantil.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza

Redação 30 de Outubro de 2020