Novo decreto libera 30% de público em jogos de futebol no Ceará

A nova flexibilização entra em vigor neste sábado (16). A partir do dia 23, capacidade será aumentada para 50%

Imagem de drone do Castelão
Legenda: Partidas poderão ter até 50% da capacidade de público, a partir do dia 23 de outubro
Foto: Thiago Gadelha

Dando continuidade ao processo de flexibilização do isolamento social contra a Covid-19 no Ceará, o Governo do Estado liberou a presença de 30% do público para todos os jogos profissionais de futebol no Estado, a partir deste sábado (16). No sábado seguinte (23), a capacidade de público presencial será ampliada para 50%

As informações foram divulgadas pelo governador Camilo Santana (PT), em transmissão ao vivo na tarde desta sexta-feira (15), após reunião semanal do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia. O novo decreto estadual será publicado neste sábado.

Durante o anúncio, o chefe do executivo estadual elogiou o respeito dos torcedores aos protocolos sanitários, durante os jogos realizados como eventos-teste no Ceará. 

"Quero agradecer aos times que realizaram os jogos recentemente, foram inclusive os jogos que cumpriram os protocolos, o uso da máscara, o distanciamento, os protocolos exigidos pela Sesa [Secretaria de Saúde do Estado]. Aliás, foram destaque nacionalmente".

"Cenário mais controlado"

Em nota enviada ao Diário do Nordeste, a Sesa justificou que a área técnica do Comitê autorizou o aumento do limite de público, tendo em vista o monitoramento dos eventos-teste de futebol e o "cenário mais controlado" e persistente dos indicadores da pandemia. 

A Pasta frisou ainda que a flexibilização será viável, mas "desde que sejam respeitados os protocolos sanitários específicos", diz, destacando ainda que "a autorização do próximo decreto estadual para a realização de jogos em praças esportivas com 30% de público não os classifica mais como eventos-testes".

Avanço na liberação

No decreto que entrou em vigor no dia 20 de setembro, foi liberado evento-teste, com até 10% do público, para jogos de futebol no Castelão, em Fortaleza. 

Os eventos-testes foram realizados por Fortaleza (no jogo contra o Atlético-GO) e Ceará (na partida contra o Internacional), após aprovação da Sesa.

Em 8 de outubro, o Governo liberou a presença de 10% do público para todos os jogos profissionais de futebol no Estado. 

Dentre outras exigências, os torcedores precisarão estar imunizados com as duas doses de vacina contra a Covid-19. Com essa alteração do último decreto restritivo, a permissão apenas de eventos-testes esportivos foi derrubada. 

VEJA O QUE PREVÊ O NOVO DECRETO:

  • Restaurantes podem funcionar até as 3 horas; 
  • Cinemas, shopping, lojas de rua poderão ampliar para até 80% da capacidade;
  • Eventos esportivos profissionais terão, a partir deste sábado (16), até 30% da capacidade de público e, a partir próximo sábado (23), 50% da capacidade;
  • Eventos sociais (aniversários, casamentos etc) poderão ter 300 pessoas em ambientes fechados e 500 em espaços abertos;
  • Eventos corporativos devem sofrer alterações. O Diário do Nordeste apurou que novo decreto indicará que a capacidade passará a 700 pessoas em espaços abertos e 600 em ambientes fechados;
  • Igrejas podem funcionar com total capacidade;
  • Criação de Grupo de Trabalho para, a partir de segunda-feira (18), discutir as festas de fim de ano.

Histórico das flexibilizações 

No Ceará, o último lockdown ocorreu entre 13 de março e 12 de abril deste ano. Desde então, as liberações de atividades econômicas começaram a ocorrer e já chegaram à fase de maior relaxamento. 

Desde então, o funcionamento do comércio de rua e shoppings tem sido ampliado. No fim de julho, Camilo manteve as medidas já anunciadas e incluiu a liberação de eventos sociais para 100 e 200 pessoas em ambientes fechados e abertos, respectivamente.

O texto citou, também, a reabertura de teatros e mais uma ampliação do horário do setor de alimentação fora do lar. Um mês depois, foi autorizada a realização de eventos culturais em equipamentos públicos.

Além de permitir o funcionamento de restaurantes até 2 horas da madrugada e ampliar a capacidade de ocupação eventos corporativos, hotéis e academias, o último decreto priorizou o ensino presencial nas escolas públicas e privadas.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados