Pincéis de maquiagem: conheça tipos, cuidados e melhor kit para uma boa make

Segundo especialista, é possível fazer uma pele completa utilizando quatro pincéis; confira dicas

Valeska Emily com pincel de maquiagem
Legenda: Maquiadora profissional, Valeska Emilly explica que os pincéis vão auxiliar na hora da maquiagem, mas não existe uma regra para usar um pincel específico em cada passo.
Foto: Divulgação

Não é difícil abrir um kit de pincéis de maquiagem e ficar totalmente perdida. Afinal, são vários os tipos que auxiliam numa boa produção, e a cada dia surgem mais no mercado. 

Como reconhecer, então, quais são as características de cada um? Para que servem e quais são os necessários, a fim de produzir o efeito desejado? É possível manter alguns cuidados, estendendo a conservação desses instrumentos?

Maquiadora há quatro anos – à frente de cursos para maquiadores iniciantes, aperfeiçoamento profissional para quem já trabalha na área e automaquiagem, voltada para pessoas que desejam aprender a se maquiar – Valeska Emilly (@valeskaemilly) explica que os pincéis vão auxiliar na hora da maquiagem, mas não existe uma regra para usar um pincel específico em cada passo.  

Legenda: Da esquerda para a direita, pincel de contorno, blush e iluminador, com produtos
Foto: Divulgação

Segundo ela, é possível fazer uma pele completa utilizando quatro pincéis. “Hidratante, base, iluminador e do contorno e blush podem ser utilizados no mesmo pincel”, diz. “Para os olhos, é ideal você ter os pincéis de esfumar com tamanhos diferentes, para dar acabamentos nas sombras. Já para os detalhes, utilizá-los para aplicar batom, fazer a correção de sobrancelhas e esfumado inferior dos olhos”.

A especialista situa que o melhor kit de pincéis de maquiagem é aquele que vem com poucos deles, visto que, assim, é possível adaptar o uso de cada um. “Não se privar apenas a um determinado passo e, sim, usar a criatividade e várias formas de usar aquele pincel. Nos atendimentos, utilizo nove pincéis por cliente”, dimensiona.

Cuidados

No processo de automaquiagem, Valeska Emilly aconselha higienizar os pincéis semanalmente ou, no máximo, de 15 em 15 dias. Já no caso de maquiadores, lavá-los após o atendimento e sempre utilizar kits individuais, com pincéis limpos e higienizados, para as próximas clientes, não repetindo os mesmos sem estarem lavados corretamente.

“Eles podem ser lavados com detergente neutro. Após a lavagem, deve-se tirar o excesso de água em uma toalha e deixar secando naturalmente”, explica. 

Legenda: No processo de automaquiagem, Valeska Emilly aconselha higienizar os pincéis semanalmente ou, no máximo, de 15 em 15 dias
Foto: Divulgação

Por sua vez, no que diz respeito à melhor forma de guardar os pincéis de maquiagem, a especialista recomenda aos profissionais deixar os instrumentos fechados com plástico ziplock, evitando que fiquem expostos na bancada de atendimento. Esse procedimento deve ser feito após lavagem e secagem dos pincéis.

Tipos de pincéis

Por dentro das características iniciais e dos cuidados, vamos conhecer os tipos de pincéis? Valeska Emilly elenca oito, indo desde os que são utilizados para aplicar base ou produtos cremosos, até aqueles destinados para retirar excesso de produtos. Confira:


Pincel duo fiber

Utilizado para aplicação de hidratante ou base 

Língua de gato 

Feito o Duo Fiber, também recomendado para aplicação de hidratante ou base 

Pincel Kabuki Reto 

Aplicação de base ou produtos cremosos, a exemplo de contorno e blush

Pincel de contorno e blush

Voltado para aplicação de contorno ou blush em pó

Pincel de esfumar

Indicado para aplicar, esfumar sombras e iluminar 

Pincel chanfrado

Utilizado para correção de sobrancelhas ou delineá-las

Pincel de pó

Voltado para retirar excessos de produtos e aplicar produtos em pó

Pincel de detalhes 

Para aplicar batom ou fazer esfumado inferior dos olhos


Assuntos Relacionados