Ministério Público apura tortura em presídios cearenses

O MPCE pediu acesso aos exames de corpo de delito feitos em 33 presos que afirmam terem sido torturados por agentes da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária. Laudos apontam lesões nos dedos e cabeças dos detentos