Moradores queimam pneus e protestam contra cancelamento de festa com Gusttavo Lima na Bahia

Em vídeo que circula nas redes sociais, uma pessoa fala que o evento geraria cerca de 200 empregos diretos e mais de 500 indiretos

pneus queimado em protesto na bahia
Legenda: Moradores pediram pelo retorno da festa
Foto: Reprodução

Com queima de pneus e fechamento de rodovia, moradores de Teolândia, no sul da Bahia, protestaram contra o cancelamento do "Festival da Banana", que teria Gusttavo Lima como atração principal. O evento que começaria neste sábado (4) foi suspenso pela Justiça após representação do Ministério Público da Bahia (MPBA). 

A festa custaria cerca de R$ 2 milhões, entre dinheiro dos cofres públicos e parcerias privadas. Só o cachê de Gusttavo Lima era R$ 704 mil. 

Veja vídeo da manifestação

O grupo de moradores fechou totalmente o km 349 da BR-101. Em vídeo que circula nas redes sociais, uma pessoa fala que o evento geraria cerca de 200 empregos diretos e mais de 500 indiretos. As informações são do G1.

O evento causou polêmica pois Teolândia vive em estado de emergência após as fortes chuvas do fim do ano passado deixarem rastro de destruição no município.  A Prefeitura do município não se manifestou sobre o caso. 

Investimento 

Nas reclamações, uma moradora ainda desabafa que já havia comprado material para fazer comidas para vender no evento, que começaria nesse sábado e se estenderia até 13 de junho. 

"Todo mundo investiu altíssimo em salão de beleza, roupa, barracas", comenta a autônoma Ariane Rodrigues, em entrevista à TV Santa Cruz, filiada à Globo no sul da Bahia.  

O barraqueiro Natanael Tan também lamentou o cancelamento: "Eu que 'sou pequeno' estou gastando mais de R$ 5 mil e tem pessoas que estão gastando muito mais que isso. O problema é que, em cima da hora, vamos fazer o quê?".