Carro por assinatura: o que é, quanto custa e como funciona

Ao realizar o negócio, o cliente paga uma mensalidade para usar um carro zero quilômetro por determinado tempo. Saiba os detalhes desse tipo de negócio

Carro por assinatura
Legenda: O serviço chega ao mercado para mostrar como é muito mais fácil e econômico ter um carro por assinatura do que comprar um
Foto: Gettyimages

Para quem não pretende comprar um automóvel e ter de lidar com as despesas como emplacamento, manutenção e IPVA, contratos de carros por assinatura podem ser uma alternativa. A promessa é de comodidade e flexibilidade para quem deseja trocar o modelo com frequência.  

O contrato pode ser fechado com pessoa física ou jurídica, por um período mínimo de um mês e máximo de quatro anos de contrato, a depender da empresa.

Tire dúvidas sobre como funcionam os carros por assinatura.

Como funciona?

Ao realizar o negócio, o cliente paga uma mensalidade para usar um carro zero quilômetro por determinado tempo. Ou seja, em momento algum o cliente é o dono do carro. Ele apenas paga uma mensalidade pelo uso do bem.

Quais os prazos das assinaturas?

São muitas opções de duração dos contratos sendo, geralmente, por 12, 18, 24, 36 ou 48 meses. Vale lembrar que quanto mais longo for o contrato, menor é o preço por mês.

Durante o contrato, o cliente escolhe ainda quanto ele pode rodar com o carro mensalmente, conhecido como franquia de quilometragem. Os planos começam em 500 quilômetros por mês. Já neste caso, é importante ressaltar que quanto maior a distância permitida, maior o preço da mensalidade.

Pode haver ainda uma taxa por quilômetro rodado, com a tarifa girando em torno de R$ 0,50 por quilômetro. 

Quanto custa por mês?

O valor mínimo mensal de um contrato por assinatura está na faixa de R$ 1.500 por mês para carros populares, geralmente da categoria “econômicos”, que inclui modelos como Fiat Mobi e Onix Hatch. Para luxuosos, com carros automáticos e elétricos, a franquia mensal sai em torno de R$ 4 mil. 

Na aquisição dos planos, o cliente deve escolher a categoria do veículo e a franquia de quilômetros mensal, componentes que interferem no valor final do serviço.

A vantagem do modelo de assinatura é livrar o cliente do compromisso com a documentação e manutenção do veículo, além dos prejuízos com depreciação do carro. 

No contrato por assinatura posso alugar carros 0km?

Uma das principais diferenças entre o aluguel de carro e o contrato por assinatura é que o novo modelo de aquisição oferece apenas carros 0 km. Ao comparar o valor de uma diária de aluguel com o valor de contrato por assinatura, a depender do período pretendido pelo cliente, a segunda opção pode sair mais em conta. 

O que vem no pacote?

Com o serviço de assinatura de carros, o cliente não deve se preocupar com documentação, seguro, manutenção e impostos.

A maioria das empresas oferece carro reserva em caso de quebra do veículo principal.

Outra pessoa pode dirigir o carro? 

Depende. Há empresas que possibilitam que outro condutor use o veículo, mas exigem o cadastro dos possíveis condutores para que tenham acesso ao mesmo tipo de proteção do titular. 

Quais os requisitos para a assinatura?

Para assinar, é preciso uma CNH. Além disso, algumas empresas podem exigir que as mensalidades não comprometam mais do que 30% da renda do contratante.

Empresas que oferecem o serviço

Mais de dez empresas já oferecem o serviço de assinatura de carros no Brasil. Entre elas, estão Porto Seguro, Unidas, Localiza e Movida. Entre as montadoras, Flua! (marca da Stellantis), Audi, Renault e Volkswagen oferecem o serviço no país. 

Em Fortaleza, a Localiza Meoo oferta o serviço. A empresa tem programas como o Tudo Meoo, um clube de benefícios integrado com marcas parceiras, como a Connect Car, que dá cashback da taxa de adesão, 18 meses de mensalidade grátis e 30% de desconto após o período. Além disso, a empresa oferece descontos nas mensalidades para cada indicação de um cliente que assinar um carro.