Vice-prefeito de Icó e médico Quilon Peixoto morre aos 86 anos, vítima da Covid-19

Líder político estava internado há mais de 40 dias, em Fortaleza. Prefeitura de Icó decretou luto oficial de três dias.

Legenda: Médico também foi prefeito do município cearense por dois mandatos.
Foto: Reprodução

O vice-prefeito de Icó e médico humanitário, Quilon Peixoto Farias, 86 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (6), em um hospital de Fortaleza. A Prefeitura de Icó confirmou, em nota, que o óbito foi em decorrência de complicações da Covid-19

Há 41 dias, Dr. Quilon Peixoto estava internado com a doença, na Capital. Neste domingo, 5, o estado de saúde do líder político se agravou. 

A prefeita de Icó, Laís Nunes, decretou luto oficial de três dias. “Dr. Quilon estendeu a mão a milhares de icoenses que se orgulham por tê-lo como líder e por ser eterno no coração da população”, disse. 

Em nota, a Prefeitura de Icó prestou solidariedade:

Com profundo pesar, a Prefeitura de Icó informa o falecimento do médico humanitário e vice-prefeito do município, Dr. Quilon Peixoto, nesta segunda-feira (6), vítima de complicações em decorrência do Covid-19.  Neste momento de dor, a Prefeitura de Icó, em nome de cada cidadão icoense, agradece, em memória, pelo grandioso serviço prestado, dedicação e, principalmente, pelo amor empregado em cada gesto.  Aos familiares, amigos e todos aqueles que o admiram, todo o nosso respeito e sentimento de pesar. Dr. Quilon seguirá com Deus. Morrer com dignidade é saber que tudo foi feito em favor da vida.
Prefeitura de Icó

Sepultamento

O velório será às 15 horas, na Igreja de São José, no Largo do Théberge, no centro histórico de Icó. O sepultamento está marcado para 19h, no cemitério do Monte. 

Trajetória profissional e política

Após se formar em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC), em Fortaleza, em 1962, Dr. Quilon retornou ao município de Icó, onde fundou o primeiro Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, onde realizou milhares de partos.

Ele exerceu por dois mandatos o cargo de prefeito de Icó (1977 a 1982 e de 1993 a 1996). Também foi eleito vice-prefeito, em 2016, e reeleito para o mesmo cargo em 2020.  

Homenagens

Era conhecido no seio familiar e entre amigos próximos como ‘Dr. Dureza’, apelido que ganhou de forma carinhosa.

“Dedicou a sua vida a um verdadeiro sacerdócio em nome da saúde do povo icoense e da região do Vale do Salgado”, pontuou o advogado Fabrício Moreira. 

O ex-prefeito de Icó, Neto Nunes, disse que Dr. Quilon “nasceu para servir ao povo”. 

Para o assessor técnico e ex-presidente da Associação dos Municípios Cearenses (Aprece), Nilson Diniz, “Dr. Quilon foi um exemplo de liderança política, cumpridor dos compromisso, honesto, dedicado à saúde pública e com um olhar sempre atento aos mais necessitados, além de ter sido um grande médico”.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará