Juazeiro do Norte retoma medidas restritivas a partir desta quinta, após aumento de casos de Covid

Prefeito pediu que população possa "vestir a camisa" e falou em união para combater o vírus no município

Pessoas com e sem máscaras no centro de Juazeiro do Nortr
Legenda: Decreto prevê apenas serviços essenciais funcionando no final de semana em Juazeiro do Norte
Foto: Antônio Rodrigues

Após o agravamento dos casos de Covid-19 e a falta de leitos suficientes para receber pacientes, Juazeiro do Norte, no Cariri, Ceará, volta ao estágio de medidas restritivas a partir desta quinta-feira (3). O prefeito Glêdson Bezerra (Podemos) anunciou o retorno das restrições em um vídeo nas redes sociais.  

“Estamos amargando o aumento no número de casos de Covid e mortes, e o mais preocupante é que não temos leitos suficientes na nossa região”, alertou o gestor.  

O novo decreto estabelece que a venda de bebidas alcoólicas está proibida no município no período de sete dias. O Chefe do Executivo Municipal justificou que essa é uma medida para evitar festas e aglomerações.  

A partir desta sexta-feira (4), apenas atividades essenciais – supermercados e farmácias, por exemplo –, poderão funcionar nos finais de semana. Feiras livres estão proibidas também durante a semana.  

Glêdson também destacou que a fiscalização será intensificada na cidade.  

"Gostaria de convidar a população juazeirense a vestir essa camisa. A gente precisa se unir para combater essa terrível doença. Se não houver a participação da população, nós não vamos vencer essa guerra", pontuou o prefeito. 

De acordo com boletim da Secretaria de Saúde de Juazeiro, até a tarde desta quarta-feira, o município registrou 538 óbitos e somou 27.370 casos de Covid-19. 

Entre os pacientes confirmados, há 82 hospitalizados, 1.310 em isolamento domiciliar, 25.440 que já estão recuperados. Há 39 casos suspeitos, 65.511 descartados. 

Novas restrições em Juazeiro do Norte  

  • Durante se dias será proibido a venda de bebidas alcoólicas; 
  • A partir das 20h da sexta-feira (4) funcionará apenas as atividades essenciais; 
  • As feiras livres estão proibidas; 
  • A fiscalização será intensificada. 
Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará