Jaguaruana, Morada Nova e Jaguaribe registram temperaturas mais altas do país nesta sexta (9)

Massa de ar seco sobre o Ceará justifica registros de 36°C e 35°C em cidades cearenses

temperatura 1
Legenda: Jaguaruana e Morada Nova concentram maiores temperaturas do Ceará nesta sexta-feira
Foto: Honório Barbosa

Os municípios de Jaguaruana, Morada Nova e Jaguaribe, na região jaguaribana, registraram temperaturas elevadas nesta sexta-feira (9), figurando entre as mais altas do país, variando entre 35°C e 36°C, segundo o portal especializado Climatempo, em atualização no início da tarde. Em seguida, estão as cidades de Porto Alegre (RS), Cuiabá (MT) e Teresina (PI), com máxima de 35°C.

Em Jaguaruana, a temperatura máxima chegou aos 36°C, e aos 35°C em Jaguaribe e Morada Nova. Segundo especialistas, uma massa de ar seco sobre o Ceará corrobora para as marcações.

O meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Flaviano Fernandes, explicou que nessa época do ano o deslocamento da Terra e a sua inclinação fazem com que a incidência dos raios solares ocorra de forma mais direta sobre a região do Equador.

“Quando está chovendo com maior regularidade e o tempo fica nublado, a temperatura fica mais amena e a sensação térmica diminui. Neste início de abril, as chuvas estão escassas no sertão cearense e a falta de cobertura de nuvens tornam o tempo mais seco e quente".
Flaviano Fernandes
meteorologista

De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), os valores extremos de temperaturas máxima e mínima no Ceará, nas últimas 24 horas, foram de 34,5°C em Barbalha, na tarde desta quinta-feira (8), e 18,9°C na manhã desta sexta-feira (9).

A Funceme explica que “para saber se está mais quente ou mais frio em relação à normalidade, é necessário esperar o fim do mês, já que as normais climatológicas levam em consideração todo o período mensal”.

Nuvens influenciam

“Quando há maior nebulosidade no Ceará, as temperaturas máximas, que são registradas em torno das 14h, costumam ser ligeiramente mais baixas porque as nuvens reduzem a entrada de radiação solar e, por consequência, a radiação de onda longa também sofre redução e a temperatura do ar fica relativamente mais baixa”, explicou gerente de Meteorologia da Funceme, Meiry Sakamoto.

A variação diurna de temperatura é influenciada pela cobertura de nuvens, pontua Meiry Sakamoto: “Quanto maior for a nebulosidade, menor será a variação de temperatura ao longo do dia, ou seja, temperaturas máximas e mínimas ficam mais próximas entre si”.

Tendência

A tendência para o próximo trimestre, no Ceará, é de temperatura amena. Os meses de junho e julho são mais “frios” neste período no Hemisfério Sul, que passa a vivenciar o inverno, quando o eixo de rotação do planeta Terra tem uma inclinação de 23° em relação à incidência solar.

Para a porção Centro-Norte do Ceará há previsão de chuva para esta sexta-feira, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O céu deve variar de parcialmente nublado a claro com possibilidade de chuva no litoral Norte, na Ibiapaba, no Maciço de Baturité, no Sertão Central e no norte da região Jaguaribana. Nas demais regiões, predomínio de céu claro.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará