Idosa que passou quatro dias desaparecida na mata de Reriutaba é encontrada

A idosa falou que tinha saído de casa sozinha para tomar um banho no açude próximo à residência onde mora

Idosa que passou quatro dias desaparecida na mata de Reriutaba é encontrada
Legenda: De acordo com a instituição, a família da senhora sentiu falta dela no último sábado (1º), e acionou o Corpo de Bombeiros no dia seguinte
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

A idosa de 71 anos (identidade preservada) que passou quatro dias desaparecida na mata de Reriutaba foi encontrada na terça-feira (4). O Corpo de Bombeiros a achou em uma região de Oiticica dos Ágape, depois do distrito de Oitizeiro, e divulgou a notícia nesta quarta-feira (5).

De acordo com a instituição, a família da senhora sentiu falta dela no último sábado (1º), e acionou o Corpo de Bombeiros no dia seguinte.

Composições de Ipueiras fizeram buscas na região, mas não a encontraram, nem vestígios que pudessem ajudar na localização dela.

Picadas de inseto

Na terça-feira (4), as equipes da instituição a acharam. Ela estava com muitas marcas de picadas de inseto, mas estava consciente e andando normalmente.

A idosa informou ao Corpo de Bombeiros que tinha saído de casa sozinha apenas para tomar um banho no açude próximo à residência onde mora, mas na volta acabou se perdendo. A senhora encontra-se bem e agradecida aos agentes por tê-la encontrado.

Outro caso

Em março deste ano, uma idosa foi resgatada pelo Corpo de Bombeiros em uma área de mata fechada a 650 metros do Sítio Pau Ferrado, em Alcântaras, na Serra da Meruoca, onde morava sozinha. Ela ficou sete dias desaparecida.

Longe de casa, ela teve o estado de saúde debilitado, mas encontrou na vegetação artifícios para sobreviver. Plantas e água extraída de folhas foram utilizados por ela na tentativa de cessar a fome e a sede.

A mulher sumiu no dia 16 de março, por volta de 13h, depois que saiu de casa para ir a uma mercearia comprar cigarro. O desfecho, porém, acabou distante dali. Ela se perdeu no caminho e não conseguiu mais se locomover para retornar.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará