Chuvas e cheia do Jaguaribe animam agricultores no Centro-Sul cearense

Agricultores iniciam o plantio nas áreas ribeirinhas e projetam boa colheita. A cheia no Rio, no entanto, liga o alerta do Corpo de Bombeiros, cuja preocupação são os afogamentos

Foto: Wandenberg Belem

A primeira cheia do Rio Jaguaribe – afluente que corta as cidades de Iguatu, Jucás e Saboeiro, na região Centro-Sul do Ceará – trouxe esperança aos agricultores que esperam uma boa safra de grãos de plantio de sequeiro.   

No campo, com as boas chuvas, agricultores de base familiar já iniciam o plantio dos tradicionais grãos.O agricultor Luís Marciel, da localidade de Alencar, em Iguatu, cultivou quase um hectare de milho e feijão. “A gente estava preocupado, com a falta de chuva, mas agora começou a melhorar”, comemora.

Já o pequeno produtor rural, Miguel Ferreira, quer plantar dois hectares de milho. Ele, no entanto, terá que esperar até que as condições estejam adequadas. “Não cortei à terra antes e agora tenho que esperar secar um pouco”, disse.  Depois do preparo do solo, Ferreira vai fazer o plantio do grão. “Já aluguei o trator e acho que em março vamos ter muita chuva”, prevê.

Locomoção

Quem mora nas áreas ribeirinhas do Rio Jaguaribe agora precisa fazer a travessia de canoa e de balsas porque o volume de água não permite mais a passagem de veículos.

Moradores poderiam buscar estradas alternativas, mas preferem encurtar o trecho em cerca de 12km na localidade de Gadelha, na zona rural de Iguatu. “Sai mais econômico porque cada passagem a gente só paga dois reais”, diz o vigia Carlos Santos,

Legenda: Travessia do rio Jaguaribe em Iguatu, na localidade de Gadelha.
Foto: Wandenberg Belem

O transporte inclui passageiro, moto, bicicleta e mercadorias. Quem faz a condução de barcos e balsas tem uma renda extra neste período do ano.

“A gente aproveita e coloca a balsa no rio e faz muitas viagens ao longo do dia, só indo e vindo, levando e trazendo pessoas e as compras que elas fazem”, disse o barqueiro Bruno Alves.

Alerta

O bonito cenário formado com a cheia do rio atrai pessoas para banho e lazer, e pescadores.O aumento no número de pessoas às margens do Rio Jaguaribe liga o alerta do Corpo de Bombeiros de Iguatu.

As pessoas precisam ter cuidado com a correnteza. Não se deve tomar banho após ingerir bebida alcóolica e evitar ir para as áreas mais profundas”, observou o tenente-coronel, Nijair Araújo, comandante do 4º Batalhão de Bombeiros de Iguatu. Todos os anos, segundo ele, há registros de afogamento com mortes.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará

Assuntos Relacionados