Bebê que nasceu prematuro em decorrência da Covid e conheceu mãe por videochamada tem alta em Sobral

Mãe passou 12 dias distante do filho e o conheceu por meio de videochamada

Mãe e filho em hospital de Sobral após parto antecipado por Covid-19
Legenda: Mãe afirma que filho reconheceu a voz dela durante cantoria. "Eu fiquei muito emocionada”, lembra.
Foto: divulgação/HRN

Após a mãe Fabiana Alves Sousa, 31 anos, ter tido o primeiro contato com o filho apenas por videochamada em razão da Covid-19, ela agora já iniciou a uma nova fase na relação com o filho. O pequeno Benjamin teve alta no último domingo (4), no Hospital Regional Norte (HRN), em Sobral, e foi para casa com a mãe.

Diagnosticada com o novo coronavírus no fim do sexto mês de gravidez, Fabiana teve de passar 12 dias longe do filho. Por nascer prematuro de 29 semanas e seis dias, o bebê ficou sob assistência da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (Utin) do hospital, administrado pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH). “Lembro apenas que ouvi o chorinho dele quando nasceu, mas já acordei na UTI Covid”, relatou a mãe.

Durante o período de internação, ela conheceu o filho a partir de videochamada providenciada pela equipe da unidade de saúde. "Ver o meu filho e ouvir o chorinho dele me deu forças para sair da UTI”, afirmou ela, que voltou ao HRN para acompanhar a saída de Benjamin da unidade.

O médico pediatra Manoel Messias explicou que o bebê precisou alcançar a idade gestacional corrigida de 34 semanas antes de receber alta. “Diariamente, os bebês são acompanhados e monitorizados por uma equipe multiprofissional de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fonoaudiólogos e nutricionistas”, pontuou.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará