Barragem de Pedrinhas, em Limoeiro do Norte, transborda na manhã deste sábado (11)

A passagem molhada abastece o Perímetro Irrigado Jaguaribe-Apodi

Legenda: Chuvas beneficiam Perímetro Irrigado Jaguaribe-Apodi
Foto: Foto: Arquivo Pessoal

A Barragem de Pedrinhas, em Limoeiro do Norte, transbordou na manhã deste sábado (11). A represa é considerada uma “passagem molhada” importante no abastecimento de água do Perímetro Irrigado Jaguaribe-Apodi, localizado na Chapada do Apodi. A região abriga uma porção significativa da produção de grãos, fruteiras, leite, capim e sementes do Estado. 

Em vídeo enviado ao Sistema Verdes Mares, é possível observar o bom aporte de água na barragem.

O volume hídrico que chega ao Perímetro vem do Rio Jaguaribe e é desviado através da Barragem de Pedrinhas. Motivados pelas primeiras chuvas, os moradores acreditam que o ano será melhor. “A gente observa com otimismo, torce para que isso continue. A barragem está voltando a ficar perene, coisa que não acontece há cinco anos. Isso muda tudo e traz esperança”, comemora Francisco Norberto, proprietário de um dos estabelecimentos próximos. 


 
Balanço Hídrico

Segundo balanço da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), até este sábado (11), o Município registrou um acúmulo de 113.0 mm - 36,5% do acumulado nos 31 primeiros dias de 2019 (309.3 mm).

Também fazem parte do Vale do Jaguaribe as cidades de São João do Jaguaribe (180.0), Iracema (157.2), Russas (134.0 mm), Pereiro (130.2), Tabuleiro do Norte (127.8), Morada Nova (123.7), Potiretama (102.0), Quixeré (79.0), Ererê (72.0), Jaguaribe (66.7), Jaguaribara (56.2), Jaguaretama (45.0) e Alto Santo (35.0). Os valores representam o acumulado até este sábado.

Incentivo ao Turismo
 
A barragem é importante, também, para o desenvolvimento do turismo local. Próximo ao equipamento, existe um balneário com forte movimento que, no período de cheia do rio, aumenta. “Tem que ter chuvas constantes para ela [barragem] continuar assim. Quando ela era perene, o turismo era gigante. Vinha gente até do Rio Grande do Norte, de Fortaleza. Com a barragem sangrando melhora porque o turista acha bonito ver a queda d’água”, garante Norberto.

Aporte de Açudes

Segundo balanço da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) deste sábado (11), 38 açudes cearenses registraram aporte de água nas últimas 24 horas. No intervalo de tempo, houve um aumento de 1.860.763 m³ no volume armazenado. Considerando a estimativa do volume evaporado e do volume liberado, foi registrado um aporte de 2.479.368 m³.

Neste cenário, destacam-se os reservatórios Acarape do Meio, Edson Queiroz e Jaburu I. A Cogerh monitora 155 reservatórios no Estado. Ainda conforme resenha diária do órgão, apesar das chuvas, apenas o açude Germinal, em Palmácia, possui volume acima de 90%. Outros 93 reservatórios estão com volume abaixo de 30% e nenhum está sangrando.  

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará

Assuntos Relacionados