Daniel Silveira é preso após desrespeito do uso de tornozeleira eletrônica

Daniel foi preso em fevereiro deste ano e enviado a regime domiciliar em março

Daniel Silveira em discurso na Câmara dos Deputados
Legenda: Parlamentar foi preso novamente no último dia 24 de junho
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) foi preso nesta quinta-feira (24), no Rio de Janeiro. O motivo, segundo publicação do colunista Valdo Cruz, da GloboNews, teria sido o desrespeito do uso de tornozeleira eletrônica.

Silveira já havia sido preso no mês de fevereiro, após realizar ataques aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo pela destituição dos mesmos. Já em março, foi autorizado a cumprir prisão domiciliar.

A decisão sobre a prisão foi do ministro Alexandre de Moraes, que recebeu pedido da Procuradoria-Geral da República. O órgão apontou cerca de 30 violações do uso da tornozeleira.

"É possível contabilizar cerca de 30 violações, entre as quais, quatro relacionadas ao rompimento da cinta/lacre, vinte e duas pertinentes à falta de bateria e cinco referentes à área de inclusão", diz um dos trechos do texto do ministro.

Prisão em fevereiro

A prisão do deputado federal ocorreu por conta de um vídeo em que ele fez apologia ao AI-5, instrumento de repressão utilizado na ditadura militar no Brasil.

Além disso, ele é alvo de processo disciplinar no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, que pode levar à cassação do mandato.


Assuntos Relacionados