Eleição em SP: conheça os principais candidatos da disputa municipal

Prefeito Bruno Covas (PSDB) tenta a reeleição

Legenda: Cidade de São Paulo, maior colégio eleitoral do País, tem 8.986.687 eleitores aptos a votar em 15 de novembro
Foto: Agência Brasil

Maior colégio eleitoral do Brasil, a cidade de São Paulo terá uma disputa acirrada na eleição de 15 de novembro. O prefeito Bruno Covas (PSDB) tenta a reeleição após um tratamento de câncer. Os principais opositores devem ser  Márcio França (PSB), Guilherme Boulos (Psol), Andrea Matarazzo (PSD), Jilmar Tatto (PT) e Joice Hasselmann (PSL). Há ainda no páreo os candidatos Levy Fidelix (PRTB), Vera Lúcia (PSTU), Orlando Silva (PCdoB), Marcos da Costa (PTB), Filipe Sabará (Novo), Marila Helou (Rede) e Vivian Mendes (UP)

Confira os principais candidatos já definidos:

Bruno Covas (PSDB)

Legenda: Bruno Covas (PSDB) tenta reeleição após ter enfrentando um tratamento contra o câncer
Foto: Agência Brasil

É neto do ex-governador Mário Covas (1930-2001). Tenta a reeleição. A coligação do tucano reúne 10 siglas (DEM, Podemos, MDB, PSC, Progressistas, PL, Pros, Cidadania, PV e PTC). Terá quase 40% do tempo,  a maior exposição na campanha eleitoral no rádio e TV O vereador Ricardo Nunes (MDB), membro da bancada religiosa com trânsito entre católicos, será o vice na chapa. A ex-prefeita Marta Suplicy, que rompeu com o seu partido, o Solidariedade, para apoiar Covas. 

Márcio França (PSB)

Legenda: Márcio França (PSB), ex-governador de São Paulo, tem o apoio do PDT
Foto: Agência Brasil

Foi governador de SP.  Tem apoio do PDT de Ciro Gomes, que indicou o vice, Antônio Neto. Aliança de França agrupa Solidariedade, Avante e PMN. Terá cerca de 16% do horário eleitoral gratuito de rádio e televisão

Guilherme Boulos (Psol)

Legenda: Guilherme Boulos é o candidato do Psol à Prefeitura de São Paulo
Foto: Agência Brasil

Em 2018, ele foi candidato do Psol à Presidência da República. Começou sua trajetória como líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) na capital paulista. Tem como vice a ex-prefeita Luiza Erundina. O Psol tem o apoio do PCB e de artista e intelectuais historicamente ligados ao PT

Andrea Matarazzo (PSD)

Legenda: Ex-ministro Andrea Matarazzo (PSD) escalou como vice a deputada estadual Marta Costa (PSD), vereadora por três mandatos tendo como base o eleitorado da Assembleia de Deus
Foto: Estadão Conteúdo

Ex-vereador, herdeiro de uma família tradicional, terá como vice a deputada estadual Marta Costa, liderança evangélica e duas vezes vereadora. Foi do PSDB, mas discordou do governador João Doria, deixou a sigla e se filiou ao PSD

Jilmar Tatto (PT)

Legenda: Jilmar Tatto (PT) tenta conter a onda de apoios da esquerda a Guilherme Boulos (Psol)
Foto: Agência Brasil

Escolhido com apenas 15 votos de vantagem sobre o deputado Alexandre Padilha em um colégio de mais de 600 votantes, Tatto entrou na disputa fragilizado com uma onda de declarações de apoio de petistas à candidatura do Psol. O deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP) será o candidato a vice.

Joice Hasselmann (PSL)

Legenda: Joice Hasselmann (PSL), ex-bolsonarista, se coloca como defensora da Lava Jato
Foto: Agência Brasil

Ex-bolsonarista e ex-líder do Governo no Congresso, a deputada federal tenta se colocar como a candidata da Lava Jato, aproveitando os vínculos com Sérgio Moro e Deltan Dallagnol e o fato de ter nascido no Paraná, berço da Operação. É desafeto dos filhos de Bolsonaro

Arthur do Val (Patriota)

Legenda: Arthur do Val é candidato do Patriota à Prefeitura de São Paulo em novembro
Foto: Folhapress

Membro do MBL (Movimento Brasil Livre), Arthur do Val, o "Mamãe Falei", ficou famoso no YouTube por provocar  a esquerda. Foi o 2º deputado estadual mais bem votado. Após ser expulso do DEM por críticas ao governador João Doria (PSDB), se filiou ao Patriota. 

Celso Russomanno (Republicanos)

O deputado federal Celso Russomanno , que é apresentador de TV e atua na área de defesa do consumidor, largou como favorito nas eleições de 2012 e de 2016, mas acabou em terceiro lugar. Nesta eleição, o deputado espera contar com o apoio do presidente Jair Bolsonaro para ter um resultado diferente e chegar ao segundo turno. Comandada por Roberto Jefferson, aliado de Bolsonaro, o PTB indicou Marcos da Costa, ex-presidente da OAB-SP, para ser o candidato a vice na chapa.

>Eleição no Rio: conheça os principais candidatos

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de política?

Assuntos Relacionados