Champions, Fórmula 1 e mais: os impactos da guerra entre Rússia e Ucrânia no esporte

O conflito entre os países resultou em diversas decisões no cenário esportivo

Taça da Champions League em plano detalhe
Legenda: A final da Champions League de 2021-2022 foi transferida da Rússia para a França
Foto: divulgação / Uefa

A invasão da Rússia no território ucraniano iniciou um conflito militar desde a última quinta-feira (24) e trouxe consequências globais. A maioria das sanções internacionais são contrárias a decisão do governo russo e envolveram punições ao país. E a esfera esportiva segue esse movimento.

O impacto da guerra ainda não foi vislumbrado, as decisões seguem em curso. No entanto, eventos futuros foram retirados da Rússia, assim como seleções nacionais se recusaram a jogar na região.

Por isso, o Diário do Nordeste lista as principais medidas adotadas no núcleo do esporte envolvendo os países.

Campeonato Ucraniano

Tetê em ação pelo Shakhtar
Legenda: O meia Tetê, ex-Grêmio, foi contratado pelo Shakhtar em 2019
Foto: divulgação

A Premier League Ucraniana (UPL) anunciou a suspensão da competição por conta da lei marcial imposta pelo governo do país. O Brasil tem a maior comunidade de estrangeiros da 1ª divisão da Ucrânia, com 30 atletas, sendo 11 no Shakhtar.

Liga dos Campeões

Imagem aberta da Gazprom Arena, na Rússia
Legenda: A Gazprom Arena, em São Petersburgo, na Rússia, é a casa do Zenit
Foto: divulgação / Zenit

A Uefa retirou a final da principal competição de clubes da Europa da Gazprom Arena, em São Petersburgo, na Rússia. O evento estava marcado para o dia 28 de maio e manteve a data, mas foi transferido para o Stade de France em Paris, na França.

Fórmula 1

Imagem aberta de prova da Fórmula 1
Legenda: O calendário da Fórmula 1 deve receber uma nova prova na temporada de 2022
Foto: divulgação / Fórmula 1

A organização automobilística cancelou o GP da Rússia, previsto para o Circuito de Sochi no calendário de 2022. A prova seria em 25 de setembro. Um evento em outro país será o substituto.

Repescagem da Copa do Mundo

Atletas da Seleção da Rússia comemoram gol
Legenda: A Seleção da Rússia participa da repescagem para a Copa do Mundo de 2022
Foto: AFP

A Uefa decretou que os clubes da Rússia e da Ucrânia, assim como as seleções nacionais, precisam mandar os jogos em “estádios neutros” durante torneios continentais. Medidas valem para a repescagem europeia da Copa do Mundo e para a Liga Europa, em que o Spartak Moscou participa.

As federações da Polônia, Suécia e República Tcheca também se recusaram a jogar em território russo com as equipes nacionais. Os países buscam vaga no Mundial do Catar, disputado no fim do ano, e podem enfrentar Rússia e Ucrânia durante o processo eliminatório.

Liga Europa (oitavas de final)

  • RB Leipzig-ALE x Spartak Moscou-RUS

Repescagem Europeia da Copa do Mundo (1ª fase)

  • Escócia x Ucrânia
  • Rússia x Polônia

 

Investigação de magnatas

Abramovich segura troféu de Mundial de Clubes do Chelsea
Legenda: O magnata russo Abramovich comprou o Chelsea em 2003 e transformou o clube em potência mundial
Foto: divulgação / Chelsea

O parlamento britânico aprovou sanções e instaurou investigação contra bilionários russos, como Roman Abramovich (dono do Chelsea) e Alisher Usmanov (investidor do Everton). A dupla faz parte de uma lista de magnatas envolvidos com o governo russo e que foram impedidos de morar no país.

A decisão também impede que o grupo solicite cidadania britânica. Uma ala mais radical pede a saída de Abramovich do papel de gestor do clube, que conquistou a Liga dos Campeões 2020-2021.

Esportes Olímpicos

Imagens das bandeiras da Rússia e dos Jogos Olímpicos
Legenda: O COI solicitou que a bandeira da Rússia não fosse mais exibida em eventos internacionais
Foto: AFP

O conselho executivo do Comitê Olímpico Internacional (COI) solicitou que todas as federações internacionais cancelem ou alterem a sede de qualquer evento marcado para a Rússia ou a Bielorússia. A reprodução dos hinos e das bandeiras desses dois países também foi recomendada.

Patrocinadores da Rússia

Uniforme do Schalke 04, da Alemanha
Legenda: O principal patrocinador do clube alemão Schalke 04 é a empresa russa Gazprom
Foto: AFP

O Manchester United, da Inglaterra, anunciou a rescisão contratual com a empresa russa de aviação Aeroflot. O contrato era até o fim de 2023, em patrocínio de 40 milhões de euros (R$ 231 mi).

O Schalke 04, da Alemanha, decidiu que a logomarca da Gazprom, empresa russa de energia, será removida imediatamente do uniforme do clube. O local será ocupado pelo nome do time.