Veículos apreendidos no 13° DP acumulam água e preocupam moradores

Carros estão com peças expostas, que servem como recipiente de água parada. A situação seria recorrente e também afetaria o trânsito no local

Legenda: Segundo moradores, mesmo após ações remoção, veículos voltaram a se acumular na via.
Foto: José Leomar

Quem precisa passar pela Rua Teófilo Goiânia, no Bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza, percebe as carcaças de carros e motos, que ocupam parte da via. A rua, ao lado do 13° Distrito Policial (DP), abriga veículos apreendidos por operações policiais e que ainda não foram retirados. Moradores afirmam que a situação é recorrente e que as carcaças dos veículos, em período chuvoso, retém poças de água.

O acúmulo de água é a principal preocupação de um dos moradores da rua, que terá sua identidade preservada. “Alguns carros chegam depenados e como ficam expostos, acumulam água que podem ser focos de mosquito”, argumenta. Para ele, a permanência dos carros na via traz outros receios além de problemas relacionados à saúde. “Atrapalha o trânsito aqui na rua e como os carros ficam abertos, muita gente passar aqui para pegar as peças”, relata.

Uma outra moradora, que pediu para não ser identificada, vive há 20 anos no local e aponta o acúmulo dos veículos como recorrente. "O problema é antigo. Alguns carros já foram retirados faz um tempo mas voltaram a chegar de novo", relembra. Ela também teme que os carros abertos atraiam doenças. “Muitos pneus e peças quebradas ficam expostas e vão acumulando as água das chuvas”, relata. 

Legenda: Moradores temem que carros abertos acumulem água e focos de mosquito.
Foto: José Leomar

O delegado Hélio Marques, titular do 13° DP, acompanha a situação dos carros e informa que medidas sanitárias vêm sendo tomadas. “Nós solicitamos, junto à Secretaria Municipal de Saúde, que esses carros recebam veneno em pó para combater os focos de mosquito, até porque a delegacia funciona à noite e isso poderia afetar também a equipe que trabalha nesse horário”, informa. 

Hélio relata ainda que medidas para retirada de carros estão sendo tomadas junto com outros órgãos de fiscalização. “A Promotoria de Meio Ambiente já está ciente da situação. A Vara determinou, através de Ação Civil Pública, que o Detran e a AMC providenciem a remoção de carros, principalmente os veículos com problemas administrativos e que não estão vinculados a processos criminais. Nós fazemos todo o esforço permanente para não acumular carro mas o fluxo de chegada de veículos é grande" completa. 

A reportagem entrou em contato com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), que afirmou não ter conhecimento sobre ações de retiradas de veículos ou sobre a Ação Civil Pública relacionada ao acúmulo de carros. O Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) também foi procurado e afirma estar apurando o caso. 

Atraso na retirada

De acordo com a delegada adjunta do 13° Distrito, Débora Veríssimo, o tamanho da área de cobertura da delegacia, é uma das causas para o acúmulo de veículos. A unidade, plantonista, é responsável pelas ocorrências policiais em 19 bairros no período noturno e durante o plantão de final de semana. "A Delegacia de Furto de Veículos não trabalha à noite, então, todos os veículos apreendidos vem para cá. Isso faz com que muitos carros cheguem aqui, principalmente depois de um final de semana”, explica. 

Débora informa ainda, problemas relacionadas à documentação também estendem a estadia dos veículos no local. “Algumas vezes o documento do carro apreendido está em nome de um terceiro. Isso atrasa a retirada porque só podemos entregar o veículo para o proprietário legal”, detalha a delegada. 

Nos casos de carros recolhidos após acidentes de trânsito, o processo depende de empresas particulares e pode demorar, no mínimo, 20 dias. “Esses veículos só podem ser retirados por reboques de seguradoras. A gente tenta agilizar o máximo possível mas precisamos desse prazo mínimo por questões administrativas das seguradoras”, completa Débora.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza