Superlua e chuva de meteoros podem ser vistas no Ceará durante o mês de abril

Será possível observar os fenômenos no céu sem a utilização de equipamentos profissionais

Superlua
Legenda: O fenômeno da Superlua irá surgir no céu cearense nos dias 26 e 27 de abril
Foto: Romário Fernandes/Arquivo pessoal

No mês de abril, durante os dias 26 e 27, o fenômeno da Superlua irá surgir no céu cearense e poderá ser visualizado sem a utilização de equipamentos profissionais. O evento consiste no aparecimento da Lua Cheia atrelado ao perigeu - momento em que a Lua está mais próxima da órbita da Terra -, fazendo com que ela seja vista maior do que o normal. Essa será a segunda maior Lua Cheia do ano.

Segundo o professor de astronomia do Colégio Militar do Corpo de Bombeiros do Ceará Escritora Rachel de Queiroz (CMCB), tenente Romário Fernandes, isso acontece pelo fato de a Lua desenvolver uma órbita elíptica ao redor da Terra, formando uma espécie de círculo achatado, fazendo com que, em determinados momentos, ela esteja mais próxima da superfície do planeta.

Romário detalha que o melhor momento para apreciar o fenômeno é quando a Lua vai surgindo no céu, durante o seu nascimento no horizonte. No dia 26, em Fortaleza, isso irá acontecer por volta das 17h18. Já no dia 27, esse fenômeno poderá ser observado mais tarde, às 18h12, com menor intensidade do que na noite anterior.

Superlua
Legenda: O evento consiste no aparecimento da Lua Cheia atrelado ao perigeu - momento em que a Lua está mais próxima da órbita da Terra
Foto: Romário Fernandes/Arquivo pessoal

“Se você junta o efeito da superlua ao momento em que ela está nascendo, você tem uma Lua bem grande. Então é bacana você olhar para o momento exato em que ela está surgindo no céu, porque realmente a imagem, o que você vê, é um negócio muito bonito”.

Conforme explica ainda o professor de astronomia, o período de perigeu junto à Lua Cheia vai acontecer quatro vezes em 2021, mas somente em duas delas o nível de proximidade será grande o suficiente como no mês de abril, em que “a Lua vai estar especialmente próxima da Terra”.

Superlua
Legenda: O melhor momento para apreciar o fenômeno é quando a Lua vai surgindo no céu, durante o seu nascimento no horizonte
Foto: Romário Fernandes/Arquivo pessoal

Chuva de meteoros

Já as Líridas, tipo de chuva de meteoros, irão aparecer dos dias 16 a 25 de abril e caracterizam-se pelo momento em que a Terra passa pelo rastro de gelo e de rochas que um cometa deixou para trás, à medida que foi se aproximando do sol, explica Romário. O pico de observação do fenômeno será na madrugada do dia 21 para o dia 22, podendo ocasionar o vislumbre de até 20 meteoros por hora.

“O interessante para você visualizar uma maior quantidade de meteoros é estar num local mais afastado da cidade, com um céu mais escuro e com menos poluição luminosa, porque aí os meteoros se tornam mais visíveis”.

Além disso, o tenente destaca ainda que “durante o pico da chuva, eles [meteoros] podem aparecer em qualquer direção do céu, então quanto mais céu livre [sem prédios, árvores ou outros elementos] você tiver, mais chance de ver os metetoros”.

Romário ressalta que não é necessário nenhum equipamento específico para olhar os meteoros. No entanto a paciência é necessária. Ele recomenda às pessoas buscarem um local confortável e permanecerem deitadas ou inclinadas por pelo menos 1 hora. “Quanto mais tempo você ficar observando, mais meteoros você tende a ver”.

Conjunções

Ainda durante o mês de abril, poderão ser observadas três conjunções - quando dois ou mais corpos celestes aparecem próximos um do outro no céu. A primeira delas, entre a Lua e o planeta Saturno, na madrugada do 6, na direção leste. A segunda, entre a Lua e Júpiter, na madrugada do dia 7, também na mesma direção. E entre a Lua e Marte, no começo da noite do dia 17, na parte oeste.

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza