Secretaria do Meio Ambiente inicia gradeamento de toda a área do Parque do Cocó

A instalação das grades e cercas possui dois objetivos principais: demarcação da área do parque e segurança dos usuários

Escrito por Redação,

Metro

A Secretaria do Meio Ambiente do Estado do Ceará (Sema) iniciou uma obra para gradear toda a extensão do Parque do Cocó. O serviço teve início na Comunidade do Dendê, no bairro Edson Queiroz. A licitação contou com um investimento de mais de nove milhões de reais.

"Nós pedimos que começasse pelo Dendê porque lá havia muitas casas dentro do parque. Inclusive imóveis em situação de risco, em áreas de preservação permanente. Então o Governo retirou essas casas de lá e está entregando às famílias, apartamentos de boas condições lá na região", revelou o titular da Sema, Artur Bruno.

Atualmente, cerca de 20% da área do parque já possui gradil, e a intenção da Secretaria é concluir o território inteiro. O projeto contempla 30 km de extensão, e a proteção está dividida em dois tipos de cerca. 

"O gradil está sendo feito nas áreas de avenidas e ruas. E tem também uma cerca comum nas áreas de dunas, onde não tem vias de trânsito", explica o secretário Artur Bruno.

A intervenção possui dois objetivos principais: demarcação do local e segurança.  “A população precisa saber qual é a poligonal do Parque do Cocó, então essa é uma forma de identificar o local", comenta o titular da Pasta.

Em relação à segurança, Artur Bruno revela que "já foi comprovado que a cerca garante mais segurança aos usuários do Parque, e também às pessoas que passam pelo local em seus automóveis. Quando parte da cerca foi feita, percebeu-se uma melhora efetiva de segurança", complementa.

O prazo previsto para conclusão da instalação é de seis meses — “mas o contrato é de um ano”, como ressalta a Sema. A comunidade do Dendê foi estabelecida como ponto inicial da obra, mas não existe ainda a definição do ponto final. O secretário informou que serão avaliados os pontos prioritários.

Ocupação do local

Outras ações pensadas para o parque envolvem também segurança e utilização do espaço por parte da população. Além da cerca e do gradil, a Sema está planejando a instalação de câmeras de videomonitoramento. “Nós ainda estamos definindo, ainda não foi feito a solicitação mas estamos estudando alguns locais", complementa Artur Bruno.

O secretário também revelou outras ações pensadas para impulsionar a ocupação do Parque do Cocó. "Criar equipamentos de lazer, entretenimento, esporte, cultura e educação ambiental para a população que vive em torno do parque", complementa. 

Esses aparatos envolvem a criação de cinco Areninhas (comunidade do Dendê, Tancredo Neves, Sabiaguaba, Cajazeiras e Conjunto Jereissati), academia de ginástica, parquinhos, calçadão e ciclovia.

O Parque do Cocó abrange uma área de 1571 hectares, iniciando no Anel Viário, próximo à fronteira com Maracanaú, e segue até a foz do Rio Cocó, na Sabiaguaba. A extensão do parque alcança 15 bairros da Capital.