Rua do bairro Bom Jardim será a primeira do Ceará a ter nome de travesti

A travesti Dandara dos Santos foi assassinada de forma bárbara por um grupo de jovens em fevereiro de 2017.

Fortaleza vai ser a primeira cidade do Estado a ter um logradouro com nome de travesti. A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou um projeto que denomina uma rua no bairro Bom Jardim de Dandara Ketley. A travesti Dandara dos Santos foi assassinada de forma bárbara por um grupo de jovens em fevereiro de 2017.

>>>'Não iremos tolerar esse tipo de violência', diz Camilo sobre assassinato da travesti Dandara

>>>Cinco já foram condenados pela morte de Dandara; confira a cronologia do crime

>>>Três acusados da morte da travesti Dandara estão soltos

Conforme o decreto legislativo, o objetivo da proposta é conscientizar sobre a necessidade de políticas públicas que promovam a proteção e a cidadania de todas e todos. O projeto é de autoria do vereador Ronivaldo Maia (PT).

Para Mitchele Meira, que faz parte da Liga Brasileira de Lésbicas e do Fórum Cearense LGBT, a memória é importante para que casos com o de Dandara não voltem a se repetir. 

"O caso Dandara não pode ser esquecido, é simbólico e justo lembrar o que aconteceu em forma de homenagem e de resistência, por isso a comunidade LGBTI agradece e apoia essa ação", disse.

Segundo a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), o Ceará ocupa a segunda posição do País no número de mortes de pessoas trans considrando-se o período janeiro a 31 de outubro de 2020, com 19 casos. O Estado fica atrás apenas de São Paulo, que teve nesse mesmo período um total de 21 assassinatos de travestis e transexuais.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza