Profissionais da saúde recebem capacitação na linha de cuidado materno-infantil

200 profissionais da macrorregião Litoral Leste/Jaguaribe participam do evento que segue até quarta-feira (21)

Profissionais de saúde do Estado participam a partir desta segunda-feira (19) do projeto Nascer no Ceará, que oferece oficinas de capacitação nos protocolos de risco obstétrico, contracepção, gestação complicada e de manejo obstétrico hospitalar. 200 profissionais da macrorregião Litoral Leste/Jaguaribe participam do evento, que acontece no Hotel Plaza Praia Suites, na Praia de Iracema, e vai até a quarta-feira (21). 

O programa Nascer no Ceará tem como objetivo reduzir o adoecimento e a mortalidade materna e infantil. Marcos Gadelha, secretário-adjunto da Saúde do Estado do Ceará, afirma também que o evento irá “identificar a necessidade de saúde de cada macrorregião, em termo de número de profissionais e serviços que precisam ser redimensionados”. 

800 médicos e enfermeiros da atenção primária, ginecologistas, obstetras, pediatras e enfermeiros da atenção ambulatorial especializada e maternidades já participaram das oficinas nas regiões do Sertão Central e do Cariri. No total, o projeto deve atingir 1.400 profissionais em todo o Estado do Ceará.

O projeto é uma parceria da Secretaria de Saúde do Estado com Sociedade Cearense de Ginecologia e Obstetrícia (SOCEGO). Marcos Gadelha também afirma que esta capacitação está inserida em uma cadeia de projetos dentro da Secretaria, com foco no fortalecimento da rede materno-infantil, visando a estruturação da rede de assistência a mulheres e bebês, incluindo a assistência ao pré-natal, parto, recém-nascido e planejamento reprodutivo.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza