Pedras e Sabiaguaba registram as maiores taxas de mortalidade de Covid-19 em Fortaleza

Capital tem semanas consecutivas de redução de casos e mortes.

Os bairros Pedras e Sabiaguaba são os que registram maiores taxas de mortalidade de Covid-19 em Fortaleza, segundo boletim da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), divulgado na nesta sexta-feira (31). No entanto, a média de óbitos por Covid-19 na capital cai a cada semana e está em 1,8.

Ao longo da pandemia, o bairro Pedras, que tem 1.447 habitantes, registrou 86 diagnósticos positivos para o novo coronavírus e 9 mortes. Já a Sabiaguaba, com população de 2.282 pessoas, teve 51 casos, dos quais 11 evoluíram para morte.

Pedras tem uma taxa equivalente a 622 óbitos/100 mil habitantes, enquanto a Sabiaguaba apresenta uma taxa de 482/100 mil habitantes.

Bairros com mais casos

  • Meireles (1.673)
  • Aldeota (1.439)
  • Messejana (1.278)
  • Barra do Ceará (1.005)
  • Centro (745)

Bairros com mais mortes

  • Barra do Ceará (123)
  • Vila Velha  (107)
  • Vicente Pinzón (88)
  • Mondubim (81)
  • José Walter (78)

Casos

Meireles, Aldeota e Messejana, com 1.673, 1.439 e 1.278 respectivamente, são os bairros da capital cearense com o maior número de casos de Covid-19 desde o começo da pandemia. 

Em relação ao número de óbitos, os bairros com maiores registros são Barra do Ceará (123), Vila Velha (107), Vicente Pinzón (88), Mondubim (81) e Prefeito José Walter (78).

 

Redução nas médias móveis

Fortaleza apresentou, nos últimos sete dias, uma média móvel no número de casos 98% menor em relação ao período de pico da pandemia. O último boletim traz um índice de 18 casos, número que já chegou a 870 na média calculada no dia 6 de maio. 

A redução na média móvel de óbitos também se observa acentuada. Desta vez, o cálculo está em 2,4 mortes, enquanto o índice no período crítico da doença atingiu 91,7, uma diminuição de 97%. 

Duas semanas antes da última medição, a média móvel de óbitos foi de 8,7, o que significa que houve uma redução de 73% tomando o atual índice como parâmetro. 

 

Cenário da pandemia no Ceará

O Ceará já registrou 174.662 casos de Covid-19, além de 7.692 óbitos por complicações da doença segundo a última atualização da plataforma IntegraSUS. Em contrapartida, 145.637 vidas já foram salvas. Os números são acumulados desde o início da crise sanitária no Estado. Os dados foram fornecidos às 17h17 desta sexta-feira (31) pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa).

O Estado ainda contabiliza 78.020 casos e 593 mortes em investigação. Já o número de testes realizados para a detecção da doença é de 465.216.

Cidades

Mesmo com redução de indicadores de risco, Fortaleza segue concentrando os maiores números da pandemia no Estado, segundo a plataforma: 41.954 diagnósticos e 3.690 óbitos. Logo em seguida surge Sobral, na Região Norte, com 9.892 infectados e 284 mortes pela doença. Em terceiro na lista aparece Juazeiro do Norte, no Cariri, com 9.312 infecções e 220 óbitos.

Cidades da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), aparecem logo em seguida. Maracanaú, com 5.229 notificações e 233 óbitos; Caucaia, com 5.038 casos e 319 mortes e Maranguape, com 4.088 diagnósticos positivos e 106 óbitos causados pela doença pandêmica.


Assuntos Relacionados