O protagonismo do profissional de enfermagem na saúde

A pandemia evidenciou a importância do enfermeiro na recuperação dos pacientes

Legenda: Anderson Pereira é aluno do 10º semestre do curso de Enfermagem da Unifor
Foto: Acervo pessoal

O enfrentamento à Covid-19 trouxe notoriedade e visibilidade ao profissional de enfermagem, que desempenha papel fundamental na linha de frente do combate à pandemia. A importância desse protagonismo foi retratada inclusive na ficção, durante a novela Amor de Mãe, pela personagem Betina, interpretada por Isis Valverde. 

Como forma de reconhecer o trabalho desses profissionais em todo o mundo, a Organização Mundial de Saúde e a Organização Pan-Americana da Saúde escolheram 2020 como o ano internacional dos profissionais de enfermagem e de obstetrícia. A data marca o bicentenário da enfermeira inglesa Florence Nightingale, considerada a fundadora da enfermagem moderna. O hábito de lavar as mãos, tão essencial na prevenção à Covid-19, foi destaque em seu livro “Notas sobre enfermagem”, de 1860: "Toda enfermeira deve ter o cuidado de lavar suas mãos muito frequentemente ao longo do dia".

Segundo Karoline Araújo, coordenadora do curso de Enfermagem da Unifor, o enfermeiro participa das atividades gerenciais de enfrentamento à Covid-19 através da participação no desenho de fluxos de atendimento, elaboração de protocolos assistenciais, reestruturação do serviço, dimensionamento de pessoal, planejamento e provimento de materiais, insumos e equipamentos necessários, educação permanente dos profissionais e monitoramento dos casos. "Desempenhamos os ofícios designados pela Vigilância em Saúde, atuando em diferentes estratégias de planejamento e implementação das medidas para a proteção da saúde da população, a prevenção e controle de riscos, agravos e doenças, bem como para a promoção da saúde", explica.

Sobre a atuação do profissional de enfermagem fora da linha de frente contra o coronavírus, Karoline ressalta ainda que o campo é vasto e diversificado, indo além da administração de medicamentos e realização de procedimentos. "Existem quatro grandes dimensões relacionadas ao campo de atuação do profissional enfermeiro: assistência direta ao paciente; gestão/gerência; docência/pesquisa e empreendedorismo". 

Legenda: Karoline Araújo, coordenadora do curso de Enfermagem da Unifor
Foto: Acervo pessoal

Anderson Pereira, aluno do 10º semestre do curso de Enfermagem da Unifor, já vivenciou ainda na faculdade os vários domínios que a área oferece, desde a assistência direta ao paciente nos campos de estágios, aos programas de extensão que são oferecidos ao aluno através de seleção, assim como grupo de pesquisa na iniciação científica e monitoria. Após a formatura, pretende continuar se qualificando para melhor atender aos pacientes. Residências nas áreas de cardiologia e urgência e emergência estão nos projetos do futuro enfermeiro.

Ensino na Unifor

Com cinco anos de duração, a graduação em Enfermagem da Unifor utiliza metodologias de ensino para a formação de um profissional apto a atuar nos diversos cenários da profissão. Possui laboratórios que permitem a simulação de ações de enfermagem através de manequins multifuncionais, nos quais o aluno observa e realiza técnicas como exame físico, reanimação cardiopulmonar, parto, prevenção do câncer ginecológico e mama e procedimentos básicos de enfermagem. Oferece estágio curricular no Núcleo de Atenção Médica Integrada – NAMI e parceria com 41 instituições estrangeiras, em 14 países, proporcionando oportunidades de intercâmbio acadêmico para os alunos interessados. O curso atingiu nota 4 no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2019, realizado pelo Inep para avaliar o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, cuja nota máxima é 5. O Guia da Faculdade Estadão, que analisa mais de 14 mil cursos superiores no Brasil, concedeu 04 estrelas ao curso de Enfermagem da Unifor. 

Campos de Atuação

  • Assistência direta ao paciente:  redes hospitalares, Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS), serviços de atendimento pré-hospitalar em urgência e emergência (UPA, SAMU), atenção domiciliar (home care), assistência na área de transplantes de órgãos, serviços especializados em estomaterapia (tratamento de estomias, feridas e incontinências), nefrologia, cardiologia, obstetrícia, neonatologia, pediatria, geriatria, entre outros, além da atuação em clínicas particulares;
  • Gestão/Gerência: gerenciamento do cuidado em hospitais, unidades básicas de saúde e outras unidades assistenciais, assim como cargos de gestão nos órgãos estaduais, municipais e federais;
  • Docência/Pesquisa: programas de pesquisa e extensão vinculados às universidades;
  • Empreendedorismo: atendimentos em consultórios particulares, em domicílio (home care), em cooperativas (terceirização de mão-de-obra), consultorias e auditorias como autônomo ou em empresas, atendimento em eventos (daily care), ensino ou prestação de serviços especializados em amamentação, clínicas de vacinação, esterilização de material médico-hospitalar, transporte de pacientes, aluguel de equipamentos e comercialização de produtos da área hospitalar.

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza