Mais Médicos reintegra 39 profissionais cubanos no Ceará

Os profissionais cubanos já iniciaram as atividades entre abril e no início de maio depois de edital para reincorporação nos municípios cearenses

Legenda: Médicos retomam atividades no Programa após rompimento do acordo com governo cubano.
Foto: Bruno Gomes

O Ministério da Saúde anunciou que foram reintegrados 39 profissionais cubanos ao programa Mais Médicos no Ceará, conforme publicação do Diário Oficial da União da última sexta-feira (15). Os profissionais receberam registro único para exercício da medicina e foram distribuídos na Grande Fortaleza e nos municípios do interior. 

Os médicos já se apresentaram nos municípios de atuação, conforme disposto na portaria do Ministério da Saúde. O prazo máximo foi o último dia 8 de maio.

 

Os médicos cubanos selecionadas foram inscritos no Edital do Ministério da Saúde, de 26 de março, para chamamento dos profissionais residentes no Brasil depois do rompimento da cooperação internacional com Cuba, em novembro de 2018. Essa lista foi a primeira a ser divulgada neste edital e outros dois ainda estão em análise.

Toda a relação com o nome dos profissionais, bem como os municípios de atuação e a data para início das atividades, estão disponíveis na Portaria Nº 31, de 15 de maio de 2020. Em Fortaleza, três vagas estavam disponíveis. Em Maranguape e Maracanaú, na Região Metropolitana, foram selecionados dois médicos em cada.

Mortes por Covid-19 em Fortaleza

Confira a lista de municípios:

  • Aracati
  • Ararendá
  • Assaré
  • Cedro
  • Farias Brito
  • Fortaleza
  • Granja
  • Icó
  • Itaiçaba
  • Itapajé
  • Itapipoca
  • Jaguaretama
  • Jaguaribe
  • Jijoca De Jericoacoara
  • Jucás
  • Maracanaú
  • Maranguape
  • Moraújo
  • Mucambo
  • Novo Oriente
  • Pacoti
  • Penaforte
  • Pereiro
  • Pindoretama
  • Quixadá
  • Russas
  • Santa Quitéria
  • São Benedito
  • São Luís Do Curu
  • Senador Pompeu
  • Tamboril
  • Tauá
  • Trairi
  • Ubajara