"Foi um milagre", diz atriz cearense que teve remissão completa da leucemia

Após um exame de acompanhamento, Duda Riedel descobriu que não existem mais sinais do câncer em seu corpo

Legenda: Nas redes sociais, Duda mantém a campanha "#tutemforçamenina" para doação de sangue de medula óssea
Foto: Foto: reprodução/ Instagram

A atriz e jornalista cearense Maria Eduarda Riedel, 24, a Duda, que luta contra a leucemia, conseguiu vencer um grande obstáculo na batalha pela vida: ela teve remissão completa da doença, o que significa que exames não mostram mais sinais de atividade da doença no corpo dela. Mesmo com este avanço, a condição ainda não implica cura do câncer“Minha leucemia era de alto risco. Eu só fiz uma semana de quimioterapia e consegui a remissão completa. Foi um milagre”, desabafa Duda. 

Na última quarta-feira (5), depois de melhora em sua condição, a atriz recebeu alta. Na sexta-feira (7), veio a notícia que mudaria a vida da jornalista. Pela manhã ela realizou um exame de punção de medula, para acompanhar a situação, e no fim da tarde foi surpreendida por ligações da sua irmã, “Eu estava dormindo e minha irmã estava ligando desesperada. Quando eu atendi, ela falou ‘Duda, sua doença desapareceu’. Eu fiquei atordoada, sem entender no primeiro momento, mas aí depois comecei a chorar e agradecer”, relata.

Em seu Instagram, ela fez uma publicação de desabafo e agradecimento:

View this post on Instagram

“Maria Eduarda, você teve remissão completa. Não tem mais nenhuma célula de leucemia em seu corpo”. Eu paralisei. Eu ouvi e a frase continuava ecoando dentro de mim. A dúvida e aquele alivio de “eu estou a um passo da cura”. Lembrei daquela menina que recebeu a notícia há um mês atrás e que chorava no colo da mãe com medo da morte, que perguntava e gritava com os médicos “por que comigo?”, que batia e atirava objetivos com raiva e conflitava Deus. Que tinha medo de se olhar no espelho e enxergar um rosto de sofrimento e desespero. Aquela menina evoluiu. Ela mobilizou uma cidade inteira de dentro de um hospital para doação de sangue, raspou o cabelo ouvindo beyoncé, fez 1 semana de quimioterapia sem derramar uma lágrima, consolou sua família quando nem ela tinha mais forças, enxugou as lágrimas de sua mãe enquanto rezavam. Quando essa antiga menina - que se viu mulher em tão pouco tempo - ouviu essa frase ela voltou a ser menina por um segundo. Ela chorou no colo do pai, se desesperou de felicidade, se ajoelhou e orou. Agradeceu. Essa foi sem dúvidas a melhor noticia que eu já recebi. Há meses atrás minha maior preocupação era ter coragem pra pedir demissão de um emprego que eu não gostava, não demonstrar pro cara que eu ficava que estava apaixonada e conseguir terminar o mês sem ta negativada. Pois bem, essa menina evoluiu, cresceu, amadureceu e entendeu que a vida pode girar em um 360°, que seus sonhos podem parecer distantes, que sua esperança pode ser abalada, que sua fé pode ser questionada, mas acima de tudo - e por causa de tudo - Ele não desampara. Somos instrumentos de algo maior e nossos desafios nada mais são do que a jornada para nossa missão. Deus, obrigada por tanto, a vida as vezes nao faz sentido, mas você nos faz sentir. Que eu continue sentindo sua presença em mim e que essa segunda fase seja de tantas bênçãos e aprendizados quanto a primeira. Estamos em remissão, amém *e pra não perder o costume, meu livro continua a venda, link pra compra na bio e stories* #tutemforçamenina #xôcancer #remissao

A post shared by Duda Riedel (@dudariedel) on

Duda foi iagnosticada com leucemia mieloide aguda no último dia 3 de maio. Desde então, ela compartilha sua rotina de tratamentos e incentiva doação de sangue e de medula óssea por meio da campanha “#tutemforçamenina” para os seus mais de 267 mil seguidores no Instagram.

Próximos passos

Duda passará por outra rodada de quimioterapia para a consolidação do seu estado de saúde, agora que a doença não mostra mais sinais de atividades no corpo. A nova fase começa a partir da próxima sexta-feira (14). “Eu não tenho mais nenhum sinal da doença no corpo, mas para todo tipo de câncer os médicos indicam essa nova rodada de quimio para ter certeza”, afirma a jornalista.

Mesmo esta condição, a luta pelo transplante de medula óssea vai continuar. "O plano é fazer o transplante logo após a fase de consolidação. É importante para que a doença não volte daqui a 5 ou 10 anos”. Segundo Duda, nesta próxima semana a equipe médica vai realizar os exames de compatibilidade com os possíveis doadores da família da atriz e do banco de doadores.

A expectativa agora é para a volta à rotina. “Agora eu vou para o hospital mais esperançosa. Quando eu recebi o diagnóstico, era muito diferente. Claro que eu quero voltar à minha rotina. Vai ser difícil, mas vou conseguir encarar. Tenho muita fé e esperança, nunca deixei de acreditar”.



Redação 03 de Julho de 2020