Celebrações presenciais em igrejas de Fortaleza estão proibidas a partir de sexta-feira (5)

Os eventos virtuais ficam liberados, nos 14 dias de lockdown. Conforme o decreto, é permitido às instituições religiosas o atendimento individual para fins de assistência a fiéis.

missa fortaleza
Foto: Helene Santos

Com a determinação de lockdown em Fortaleza, anunciado na quarta-feira (3) pelo governador Camilo Santana, igrejas e os templos religiosos não poderão funcionar de forma presencial a partir de sexta-feira (5). A restrição segue até o dia 18 de marçoAs celebrações virtuais ficam liberadas

A regra consta no decreto estadual 33.965, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), nesta quinta-feira (4). Nele o Governo do Estado especifica as ações a serem adotadas nesse período de lockdown em Fortaleza. 

Com o o isolamento rígido somente atividades consideradas essenciais poderão funcionar.  Conforme o decreto, é permitido às instituições religiosas o atendimento individual para fins de assistência a fiéis. Já as celebrações devem acontecer sempre de forma virtual, sem presença de público. 

 

A Arquidiocese de Fortaleza, deve se pronunciar oficialmente após a divulgação do decreto. Em nota, publicada na quarta-feira (3), a instituição informa que "por hora, rezemos ao bom Deus para que nos ajude a superar este momento com fé e prudência, confiando que venceremos os desafios que o momento propõe".

Serviço essencial

Em Fortaleza, tramita na Câmara Municipal uma proposta que inclui os serviços das igrejas e dos templos religiosos como essenciais, mas essa lei ainda não foi sancionada. Portanto, não vigora. 

A Assembleia Legislativa também discute uma proposição semelhante. Na última semana, em reunião das comissões, deputados pediram vistas, ou seja, mais tempo para analisar o projeto de que caracteriza igrejas e templos religiosos como atividade essencial em período de calamidade pública. 

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza