Curso de fisioterapia proporciona diferentes oportunidades de atuação no mercado

Com amplas possibilidades na área da saúde, profissionais da fisioterapia têm sido fundamentais para o combate à Covid-19. Unifor oferta curso com reconhecimento nacional

Legenda: Fisioterapeutas são profissionais capacitados para atuarem em diversos contextos
Foto: Shutterstock

Em estudo publicado em fevereiro deste ano, a plataforma LinkedIn listou as 15 profissões que estarão em alta durante 2021. E a categoria da saúde está em primeiro lugar da lista, fato que reforça a demanda crescente de profissionais específicos o mercado. Pertencentes a essa categoria, os fisioterapeutas possuem múltiplas oportunidades de atuação. 

Desde o início da pandemia da Covid-19, por exemplo, os fisioterapeutas têm tido papel importante em diversos momentos do tratamento dos pacientes, explica Paulo Henrique Palácio, coordenador do curso de Fisioterapia da Universidade de Fortaleza (Unifor), da Fundação Edson Queiroz. Segundo Paulo, o profissional atua tanto na “linha de frente”, no atendimento aos pacientes internados, como no contexto pós-Covid, naqueles que ficaram com sequelas da doença.

“Nesse cenário, o fisioterapeuta identifica as disfunções e restrições dos pacientes para implementar as melhores estratégias para a recuperação funcional, baseadas tanto em intervenções tecnológicas para melhorar a respiração dos pacientes em ambiente hospitalar e reduzir riscos de complicações como também na implementação de recursos físicos e manuais, como os exercícios terapêuticos. Vale ressaltar também o papel essencial do profissional no manejo do respirador mecânico e mais recentemente, o Elmo, equipamento que teve a Unifor e fisioterapeutas graduadas pela Universidade em seu desenvolvimento”, pontua o coordenador.

“A pandemia é um problema de saúde grave e que trouxe ainda mais à tona, a relevância e extrema necessidade da Fisioterapia em todos os níveis de atenção à saúde, particularmente, nesse momento, o terciário em cenários hospitalares e o secundário em contextos clínicos e domiciliares”, comenta Paulo Henrique. 

Ensino

Na Unifor, o curso de Fisioterapia proporciona aos alunos experiências exitosas com professores renomados (mestres e doutores), espaços modernos para práticas (inclusive de simulação de cenários de atuação profissional), oportunidades de grupos de estudo e pesquisa, parceria com os principais campos de estágio da cidade, suporte do setor de Fisioterapia de excelência no Núcleo de Atenção Médica Integrada, entre outros muitos benefícios acadêmicos, financeiros e socioculturais. Na avaliação de Conceito de Curso do MEC, o curso possui nota 4 de 5.   

No período atual, Paulo Henrique Palácio comenta que as atividades, que não sejam de estágio para alunos concludentes as quais estão ocorrendo dentro de suas possibilidades, são realizadas no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) da Universidade. “Algumas aulas foram redimensionadas para o formato on-line de acordo com os objetivos de aprendizagem e as particularidades de conteúdos. As vivências que não sejam compatíveis de serem elaboradas nesse contexto serão incluídas em projetos de atividades formativas posteriormente, considerando o cenário da pandemia e a saúde e segurança de todos envolvidos nas atividades.”

Em relação ao mercado, o coordenador avalia que, para além da formação técnica e especializada de cada profissional, é preciso também desenvolver “competências de vida que consolidam o conhecimento e ressaltem a essência do profissional geral da saúde”. “Essa harmonia de hard skills (conhecimento especializado) e soft skills (habilidades pessoais, sociais), tão essenciais para o crescimento dos profissionais, já é contemplada desde cedo na formação de futuros fisioterapeutas na Universidade de Fortaleza.”

Saiba mais sobre o curso na página da instituição

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza