Covid-19: Panelada do Mercado São Sebastião chega por delivery para consumidor durante quarentena

Durante quarentena, comerciantes do Mercado São Sebastião adaptam funcionamento e oferecem serviço de entrega em casa. De acordo com a administração, 70% dos feirantes já oferecem delivery dos produtos

Legenda: A cozinha do restaurante não parou com a pandemia
Foto: Foto: Divugação

Em tempos de isolamento social, a tradição é enviada para porta de casa. Para se manter operando durante o isolamento, parte dos comerciantes do Mercado São Sebastião, localizado no Centro de Fortaleza, adotaram o delivery. De acordo com a administração do Mercado, cerca de 70% dos feirantes entregam em casa durante a pandemia de Covid-19 no Estado. 

A nova prática impressionou Firmo Bezerra, administrador do Mercado, que esperava uma adaptação mais gradual. “Como nossos comerciantes e o público são mais tradicionais, nós tínhamos dificuldades até de pagamento em cartão. Mas a adesão do delivery vem ganhando espaço. Mais de 70% já trabalham com encomenda em casa de algum modo”, comemora. 

Para lançar as vendas online, a administração ofereceu treinamento para os interessados em aderir às plataformas de entrega digital. Agora os pedidos chegam por aplicativos. “Tem gente atendendo por WhatsApp, por outras redes sociais, e colocando também por aplicativos de entrega”, mostra Firmo. Segundo o administrador, um dos motivos para procura é a relação dos consumidores com os comerciantes. “Tem pessoas que não compram em mercantil, compram no Mercado. Lá ele conhece cada um que vende os produtos. Não é possível fazer isso com os donos de um supermercantil, por exemplo”, avalia. 

Tradição

Foi para manter a rotina dos fregueses que o gastrônomo Flávio Rodrigues, dono do restaurante Cinco Estrelas, expandiu a entrega durante a quarentena. A família do comerciante está no São Sebastião há 40 anos e tem uma relação próxima com a clientela. “Recebo gente de três gerações que sempre comem aqui. Tem avô que frequenta desde antes e traz o neto para comer também”, relembra.

Do balcão do gastrônomo, sai, de terça a domingo, muita comida regional. A panelada de carneiro, carro chefe da casa, é um dos mais pedidos nos últimos dias. “Acho que é o costume. Muita gente pede porque já comprava aqui e fica com saudade. Eles postam nas redes sociais, marcam a gente. Nos sentimentos muito queridos, é um retorno muito positivo”, comemora Flávio. 

Apesar de já atuar com delivery há um ano, Flávio também precisou adaptar o efetivo para conseguir acompanhar a demanda na quarentena. Se antes contava apenas com um motoqueiro, rodando somente aos finais de semana, com a chegada da quarentena, sentiu a necessidade de colocar à disposição mais dois entregadores. “Precisei efetivar uma pessoa e tem vezes que eu chamo até dois motoqueiros temporários para dar suprir a nossa demanda. Sobra até para mim, também. Quando tem muita gente pedindo, eu subo no carro e entrego”, brinca.  

O restaurante também aposta em novos clientes, que chegam cada vez mais pelas ferramentas de entrega. “Nós colocamos brindes, entregas grátis, que é para fidelizar quem compra. Assim, quando precisar ele vai saber que nós estamos lá”, analisa. 

Em casa

O Mercado São Sebastião permanece funcionando presencialmente durante o isolamento mas seguindo medidas sanitárias. Mais de 15 pias com sabão foram espalhadas pelo espaço e o uso de máscara é obrigatório durante as compras: os associados foram orientados pela administração a não atender quem estiver ser a proteção facial. Os horários também foram restringidos. Agora, o São Sebastião abre das 05h às 13h, de terça à domingo. 

Além do consumidor comum, que recorre ao mercado para as compras da semana, a entrega beneficiou também lojistas de outros bairros. “ A gente vê que alguns estão optando por não vir aqui presencialmente e receber as cargas em casa”, aponta Firmo Bezerra.

O administrador avalia que quem ainda recorre ao mercado para fazer as compras são os clientes que já seguiam uma rotina. “Existe ainda aquela cultura de vir ao mercado, comprar e conversar. É uma relação próxima”, completa. 

Na redes sociais, o Mercado São Sebastião oferece a lista dos serviços de entrega disponíveis. 


Categorias Relacionadas