Covid-19: ocupação de leitos de UTI ultrapassa 90% em Fortaleza; cinco hospitais chegam a 100%

Dos 167 leitos de UTI disponíveis nas unidades, 152 têm pacientes acolhidos; ocupação de leitos infantis é maior que os de adultos.

Foto: José Leomar

A ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) em Fortaleza ultrapassou 90% na tarde deste sábado (23), de acordo com atualização da plataforma IntegraSUS às 14h. O sistema é alimentado pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). Em cinco hospitais, o índice já chegou a 100%.

A análise leva em consideração oito hospitais com leitos para Covid-19 ativos, sendo três particulares e cinco públicos. Dos 167 leitos de UTI disponíveis nessas unidades, 152 tinham pacientes acolhidos, totalizando índice de 91,02%. Em UTIs para adultos, a ocupação é de 90,2%; já em UTIs infantis, de 95,83%.

Nos três hospitais privados informados, no Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara e no Hospital São José de Doenças Infecciosas, não há mais leitos do tipo disponíveis. Os 15 restantes estão distribuídos em outras unidades da rede pública.

O Hospital Estadual Leonardo da Vinci (HLV), referência no tratamento da doença, tem ocupação atual de 91%. Dos 68 leitos de UTI ativos, 62 são utilizados. No Instituto Dr. José Frota (IJF), os 22 leitos ocupados dos 30 ativos representam taxa de 73%. No Hospital Infantil Albert Sabin, apenas uma das 24 UTIs está disponível.

Ainda conforme o IntegraSUS, a ocupação de leitos de enfermaria para Covid-19 na Capital está em 70%. Em entidades privadas, o índice está em 87%, e, na rede pública, em 83%. Em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), 26 pacientes com Covid-19 estão em atendimento, sendo três com a necessidade de auxílio respiratório.

Reforço nas medidas

Há dois dias, o Governo do Estado anunciou a reativação de 211 leitos exclusivos para Covid-19 nas cinco regiões de saúde do Ceará, após o aumento recente da positividade de casos. A reestruturação da rede hospitalar deve ocorrer num prazo de até 15 dias, segundo a Sesa.

Aumento de leitos de UTIs para pacientes com Covid-19, por região de saúde:

  • Fortaleza: de 181 para 343
  • Cariri: de 93 para 112
  • Sertão Central: de 20 para 50
  • Sobral: segue com 60
  • Litoral Leste: segue com 10

Junto ao reforço de leitos, o governador Camilo Santana reforçou que o Estado vai ser mais rigoroso na cobrança de medidas preventivas, como a proibição do uso de áreas comuns de lazer em condomínios de praia e a recomendação de evitar viagens intermunicipais — principalmente de Fortaleza para o Interior.

Na Capital, órgãos fiscalizadores também vão intensificar operações em locais previamente mapeados onde aglomerações são frequentes. A partir deste fim de semana, também se tornaram proibidas a venda e o consumo de bebida alcoólica em ambientes abertos após as 22h. Tanto estabelecimentos como indivíduos podem ser autuados.

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza