Covid-19: centro de testagem da Fiocruz é inaugurado no Ceará e pode realizar 10 mil testes por dia

Amostras encaminhadas pelo Ministério da Saúde devem ser analisadas e liberadas em até 48 horas, conforme estimativa da Fundação

Legenda: Cerca de 200 profissionais se revezarão em três turnos de trabalho na unidade.
Foto: Tatiana Fortes/Divulgação

A Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19, localizada na cidade do Eusébioiniciou oficialmente suas operações nesta segunda-feira (24). O equipamento da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) terá capacidade para liberar, por dia, até 10 mil resultados de testes RT-PCR, considerados os mais confiáveis para o diagnóstico da doença. As amostras serão encaminhadas pelo Ministério da Saúde.

 

O lançamento da Unidade - que teve um minuto de silêncio em respeito às quase 115 mil vítimas da doença em todo o Brasil - foi acompanhado pelo ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello. Ele destaca que o aparelho vai ampliar a capacidade nacional de processamento de testes moleculares para detecção da Covid-19. Segundo a Fiocruz, os resultados devem ser liberados em, no máximo, 48 horas.

“A testagem ampara um diagnóstico quando necessário, mas ela é muito mais importante para a avaliação de estratégias de Governo. Por isso, os números precisam ser altíssimos, e essa capacidade de processamento, desde captar o material até ter o resultado na ponta da linha, vem sendo construída a muitas mãos, públicas e privadas”, avalia Pazuello.

O governador do Ceará, Camilo Santana, ressaltou que o Sistema Único de Saúde (SUS) precisa ser fortalecido, cooperado e integrado. “Essa unidade é um exemplo de que há um esforço conjunto com o único objetivo de ajudar a mitigar e investir em algo fundamental. Ela vai permitir o que há de mais moderno e fazer mais de 10 mil testagens por dia, não só para o Ceará, mas para outros estados do Nordeste”, informa.

Atualmente, de acordo com a plataforma IntegraSUS, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), 13.035 exames seguem em análise no Ceará. A secretária-executiva de Vigilância e Regulação da Pasta, Magda Almeida, destacou que a nova unidade deve aumentar em cinco vezes a capacidade atual de testagem no Estado, que é de cerca de 2,5 mil testes ao dia.

Dos 593.230 exames de detecção já realizados no Ceará, 163.130 utilizaram o método RT-PCR. O número representa 27% do total. A maioria (70%) foi de testes rápidos, com 415.211 aplicações. Conforme o IntegraSUS, a média é de 69 testes realizados para cada grupo de mil habitantes.

Expansão

A Unidade do Eusébio, equipada com plataformas automatizadas, foi construída em pouco mais de dois meses. O Ministério da Saúde custeará a operação, que, em seu pleno funcionamento, terá cerca de 200 profissionais, entre biologistas e técnicos de laboratório capacitados, se revezando em três turnos de trabalho.

Legenda: Unidade deve receber excedentes de laboratórios centrais de Estados do Nordeste.
Foto: Tatiana Fortes/Divulgação

A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, destacou que, após a pandemia do coronavírus, a estrutura cearense vai permanecer como “legado" para o sistema de vigilância epidemiológica do SUS.

"O Brasil precisará avançar, sem dúvida, no campo da vigilância e da preparação para emergências sanitárias”, aponta Nísia.

Para o coordenador da Fiocruz Ceará, Carlile Lavor, o equipamento “representa uma grande contribuição na luta contra a Covid-19”, sobretudo no Nordeste brasileiro.

O Ceará foi o quarto Estado, após Rio de Janeiro, Paraná e São Paulo, a receber infraestrutura tecnológica disponível na implantação de Unidades de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 da Fiocruz. Juntas, elas podem processar até 1 milhão de testes por mês, segundo estimativa da Fundação.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza


Redação 04 de Dezembro de 2020