Confira locais e que documentos levar a mutirão de cadastro para vacinação contra Covid em Fortaleza

Ação visa auxiliar população que não tem acesso à plataforma Saúde Digital a garantir imunização

Legenda: Alunos das 518 escolas municipais também podem pedir ajuda pelo diretor ou professor para auxiliar no processo de cadastro de familiares, aponta o Prefeito
Foto: Fabiane de Paula

Cearenses que ainda não se cadastraram para receber a vacinação contra Covid-19 e que têm dificuldades de acesso à plataforma Saúde Digital podem buscar, a partir desta segunda-feira (14), 30 pontos de cadastramento gratuito ofertados pela Prefeitura de Fortaleza.

O mutirão de cadastramento acontece de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h, nos 27 Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), nos Cucas Jangurussu e José Walter e no Centro Cultural Canindezinho (veja lista de endereços e documentos necessários abaixo).

O objetivo da ação é auxiliar a população sem acesso à internet ou com dificuldades de manejo da plataforma Saúde Digital a garantir a vacinação contra a doença pandêmica.

Legenda: Já tendo recebido a primeira dose da vacina contra Covid-19, Marlinda buscou o CRAS Serviluz para cadastrar a sobrinha
Foto: Fabiane de Paula

Os pontos de apoio para cadastro têm servido, ainda, para busca de informações. Moradora da comunidade do Serviluz, em Fortaleza, Marlinda Pereira, 64, se dirigiu até o CRAS Serviluz, na manhã de hoje (14), para saber como cadastrar a sobrinha de 15 anos na fila de espera para vacina.

Ela tem problema de asma, então vim aqui para me informar, mas não consegui fazer o cadastro. Como ela ainda não tem 18 anos, vou precisar aguardar estar disponível para ela.
Marlinda Pereira da Silva
Moradora do Serviluz

ONGs auxiliam em cadastros

A prefeitura informou que além dos 30 pontos de apoio, alunos de escolas municipais podem pedir ajuda a diretores no processo de cadastramento de parentes. Os profissionais buscam sondar se os familiares dos 240 mil alunos de Fortaleza estão com o registro confirmado.

O apoio de grupos do terceiro setor, como Organizações Não Governamentais (ONGs), também tem sido buscado pela prefeitura para ampliar a inserção dos cearenses na lista de espera pela vacina. 

Legenda: No primeiro dia do mutirão, o CRAS Serviluz registrou baixa procura, mas servidores aguardam um aumento para os próximos dias
Foto: Fabiane de Paula

Estudantes de Jornalismo da Universidade Federal do Ceará (UFC), por exemplo, têm realizado uma campanha, batizada de "Cadastra eu", para auxiliar diversas comunidades no cadastramento gratuito para imunização. 

Documentos necessários para cadastro

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de endereço.

Veja endereços dos 30 locais do mutirão de cadastramento

Cucas

Cuca Jangurussu (Avenida Castelo de Castro s/n - Jangurrusu)
Cuca José Walter (Rua 69 - 2ª etapa - José Walter)
Centro Cultural Canindezinho (Avenida Osório de Paiva, 6297 - Canindezinho)

CRAS

CRAS Jacarecanga (Rua Senador Alencar, 1540 - Jacarecanga)
CRAS Barra do Ceará (Rua Cândido Castelo Branco, s/n – Barra do Ceará)
CRAS Mucuripe (Rua Professor Luís Costa, 142 – Mucuripe)
CRAS Serviluz (Avenida Zezé Diogo, 1038 - Serviluz)
CRAS Lagamar (Rua Sabino Monte, 4506 – São João do Tauape/Lagamar)
CRAS Bela Vista (Rua Mario de Andrade, 496-A - Bela Vista)
CRAS João XXIII (Rua Visconde do Cauipe, 200 - João XXIII)
CRAS Presidente Kennedy (Conjunto Castelo Branco, s/n Quadra F - Presidente Kennedy)
CRAS Antônio Bezerra (Rua Cândido Maia, 245 – Antônio Bezerra)
CRAS Quintino Cunha (Rua Ilha do Bote, 334 – Quintino Cunha)
CRAS Vila União (Rua do Avião, s/n - Vila União)
CRAS Serrinha (Rua Inácio Parente, 100 - Serrinha)
CRAS Couto Fernandes (Avenida João Pessoa, 4474 - Damas)
CRAS Granja Portugal (Rua Humberto Lomeu, 1130 – Granja Portugal)
CRAS Aracapé (Rua Poliana, s/n - Mondubim)
CRAS Canindezinho (Rua Coronel José Maurício, 405 - Canindezinho)
CRAS Bom Jardim (Rua Coronel João Correia, 2023 - Bom Jardim)
CRAS Mondubim (Avenida Waldir Diogo, 840 - Mondubim)
CRAS Genibaú (Avenida I, 340, 3ª Etapa – Conjunto Ceará)
CRAS Conjunto Esperança (Rua 103, 195 – Conjunto Esperança)
CRAS Conjunto Palmeiras (Rua Iracema, 1860 - Conjunto Palmeiras)
CRAS Jardim das Oliveiras (Rua Major Otacílio Afonso de Souza, 61 - Jardim das Oliveiras)
CRAS Castelão (Avenida Alberto Craveiro, 1480 - Boa Vista)
CRAS João Paulo II (Rua 10, n° 75 - Barroso)
CRAS Dendê (Rua Adolfo Moreira de Carvalho, 96 - Dendê)
CRAS Messejana (Rua Edmilson Coelho, 1720 - Curió)

Legenda: Busca ativa em Fortaleza ocorre para garantir o cadastro também das pessoas mais vulneráveis de Fortaleza, sem acesso aos celulares, computadores e meio à internet
Foto: Fabiane de Paula

Ampliação da iniciativa

O líder comunitário e presidente do conselho gestor da Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis) do Serviluz, Jander Romão, 52, percebe que a maior dificuldade da população se deve à falta de acesso à internet e ao baixo conhecimento para o uso das ferramentas digitais.

No entanto, pondera que a ação seria mais efetiva se fosse realizada de forma domiciliar ou se os agentes de saúde estivessem em pontos mais próximos dos moradores, como associações ou comércios. 

É excelente ter pontos de apoio como os CRAS, mas o problema é que as comunidades nem sempre podem se deslocar de um ponto para o outro, devido aos problemas com as facções. Quem é do setor A, não pode ir para o setor B, mesmo que seja para realizar o cadastro.
Jander Romão
Líder comunitário do Serviluz

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza