Comunicado: Retorno escolar seguro?

Os prefeitos cearenses se estruturam para o retorno das aulas da rede pública de ensino para o formato presencial. Nada vai ocorrer de forma automática. O plano é que as atividades ainda recomecem este ano no formato virtual. Na sequência, se transformaria em misto e, só depois, presencial. Até lá, a expectativa é que a vacina já seja realidade.

A novela da demora para o início da imunização no Brasil ainda deixa todo esse movimento escolar no cenário incerto. A Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece) afirma que cada gestão tem a autonomia de enfrentar essa situação e definir as melhores estratégias de ensino.

Espera-se, no entanto, que essa autonomia seja na base do diálogo com pais, professores e entidades representativas. A volta às aulas presenciais precisa ser feita sob um pacto social, resguardando vidas e respeitando o trabalho dos profissionais de ensino.

Denúncia

A OAB Ceará protocolou notícia de crime na Delegacia Geral de Polícia Civil do Estado do Ceará pedindo a abertura de inquérito policial com objetivo de apurar possível cometimento de contravenção penal por parte de uma falsa advogada. A Coordenação de Fiscalização verificou publicidade realizada por um hipotético "escritório de advocacia", oferecendo serviços jurídicos sem a inscrição nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil.

Solidariedade

O Instituto Nordeste Cidadania (Inec), responsável pela articulação da Campanha Natal Sem Fome no Nordeste, norte de Minas Gerais e Espírito Santo, conseguiu bater a meta de arrecadação estipulada para a região. No Ceará foram recebidos 53 toneladas de alimentos. Ao todo, na área de atuação da entidade, foram arrecadadas cerca de 438 toneladas. O montante é mais do que o triplo da meta inicial.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza