Comércio não essencial fura decreto e funciona durante feriado em Fortaleza

Sistema Verdes Mares flagrou nesta quarta-feira (27) alguns espaços abertos mesmo diante do decreto de isolamento social rígido do Governo do Estado do Ceará

Legenda: Pessoas se aglomeraram na frente de lojas no bairro do Centro, em Fortaleza
Foto: Foto: José Leomar / SVM

Parte do comércio não essencial de Fortaleza manteve funcionamento nesta quarta-feira (27), mesmo diante da antecipação do feriado de Corpus Christi aprovada pela Câmara Municipal - a data inicial seria 11 de junho. A medida fere o decreto de isolamento social rígido do Governo do Estado para diminuir a propagação do contágio de Covid-19.

O Sistema Verdes Mares flagrou estabelecimentos com portas abertas no bairro do Centro. Em alguns pontos, pessoas transitavam entre as lojas sem máscara - equipamento de proteção de uso obrigatório na Capital.

A multa aos espaços não autorizados que descumpram a medida estadual é de R$ 50 mil por dia. Em contato com a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), a reportagem apurou que as rondas dispersaram aglomerações de ambulantes e distribuíram máscaras e álcool em gel. Em Canindezinho e Sapiranga, os agentes interromperam feiras.

Vale ressaltar que farmácias, supermercados e os demais serviços essenciais podem seguir com as atividades em horário normal. O mesmo serve para postos de combustível, bancos, lotéricas, hospitais ou Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Novo feriado

O projeto de antecipar feriados para ampliar o isolamento social foi solicitado pela Prefeitura de Fortaleza e aprovado, na terça-feira (26), em sessão virtual dos vereadores da cidade. Na decisão, também foi concedido como folga a quinta (28), resgatando a comemoração de Nossa Senhora de Assunção, prevista no calendário para 15 de agosto.

A Capital é o epicentro do novo coronavírus no Ceará. Até a última atualização da plataforma IntegraSUS, gerenciada pela Secretaria de Saúde (Sesa), às 14h27 desta segunda, o município registrava 20.875 casos confirmados e 1.776 óbitos.