Com 63 novas mortes, Ceará chega a 1.476 óbitos por Covid-19; casos somam 22.490

Fortaleza já registra mais de 14,2 mil diagnósticos positivos da doença, segundo dados divulgados pela Secretaria da Saúde do Estado na manhã desta sexta-feira (15)

Legenda: No Ceará, onde a taxa de letalidade está em 6,6%, já foram realizados mais de 57,4 mil exames para detecção da Covid-19
Foto: Foto: AFP

O Ceará soma 22.490 casos confirmados e 1.476 mortes provocadas por complicações da infecção causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), conforme dados divulgados no boletim da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), às 10h09 desta sexta-feira (15).

Ao todo, foram 63 novas mortes e 1.413 casos a mais ante o último informe, às 17h26 desta quinta-feira (14), que apontava 1.413 óbitos e 21.077 diagnósticos positivos para a doença.

Outros 429 óbitos suspeitos de coronavírus estão sendo investigados, enquanto a letalidade da doença no Ceará, no momento, é de 6,6%.

Fortaleza, que ultrapassou os mil óbitos nesta quarta-feira (13), é a cidade cearense a concentrar a maioria dos registros, com 1.088 mortes e 14.259 casos confirmados. Caucaia e Maracanaú, na Região Metropolitana, vêm em seguida com 820 e 529 casos, respectivamente. 

 

Os dados também mostram que 11.801 pessoas se recuperaram da Covid-19 até o início da manhã de hoje. Em relação à última atualização da plataforma, mais 256 pessoas receberam alta hospitalar ou ficaram livres da doença. O número de pacientes recuperados passou a ser divulgado pela Sesa somente no último sábado (9).   

O Estado soma ainda 37.002 casos em investigação e 57.432 testes realizados para detecção da doença.

Mortes por Covid-19 em Fortaleza

50 óbitos a cada 24 horas

A cada 24 horas, foram registradas, em média, 49,3 mortes por Covid-19 em Fortaleza na última semana. A informação é do boletim epidemiológico semanal da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), divulgado na noite desta quarta. Essa média diária era de três óbitos nas primeiras semanas da pandemia no Estado.

De acordo com o boletim da SMS, considerado todo período compreendido desde a ocorrência dos primeiros óbitos pelo novo coronavírus na capital, registrados em 24 de março, a média foi de 21,1 mortes por dia.

No entanto, nas duas primeiras semanas epidemiológicas a média diminuiu para três mortes diárias, que cresceu até alcançar 50 óbitos em média na 19ª semana de combate a pandemia.