Ceará tem o maior crescimento em qualidade do ensino fundamental do Brasil, diz estudo

A análise foi realizada tendo como marco inicial o ano de 2005

Educação em Sobral sempre é destaque nacionalmente
Legenda: Educação em Sobral sempre é destaque nacionalmente

Um relatório publicado pelo Banco Mundial, nesta terça-feira (14), afirma que o Ceará foi o estado brasileiro que mais cresceu no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) nas duas etapas do Ensino Fundamental (1º a 5º ano e 6º ao 9º ano) quando considerados critérios socioeconômicos. A variável mede a qualidade dos diversos níveis da educação em todo o território nacional.
 
O Ideb é o resultado de uma multiplicação que considera a nota de proficiência dos estudantes em Português e Matemática, de acordo com a Prova Brasil; e o fluxo de alunos aprovados - se todos passarem de ano, o resultado é um.
 
A análise foi realizada tendo como marco inicial o ano de 2005, quando o Ideb começou a ser mensurado no País, em comparação a 2017. Desta forma, quando normalizados os dados com o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), o Ceará aparece em primeiro lugar, com 6,9, em uma escala de zero a 10. Em seguida, vêm Paraná (6,6), Santa Catarina (6,5), Minas Gerais (6,5) e São Paulo (6,4). 
 
Na visão dos autores do estudo, o Ceará é um exemplo relevante para o Brasil no que diz respeito a superar condições adversas com escassez de recursos, mas, ainda assim, obter resultados educacionais superiores, o que demonstra eficiência nos investimentos da área. O Banco pontua, por exemplo, que o Ceará investe 1/3 do que os estados mais ricos, tem o 5º menor PIB total entre as 27 unidades federativas, mas consegue resultados superiores quando considerados os fatores socioeconômicos.
 
Municípios
 
Nesse período, além de apresentar o maior aumento, o Estado desponta como o único que possui 10 dos 20 municípios mais bem classificados do Brasil: Sobral, Meruoca, Coreaú, Frecheirinha, Jijoca de Jericoacoara, Ararendá, Catunda, Milhã, Deputado Irapuan Pinheiro e Brejo Santo.
 
Em uma escala de zero a 10, Sobral desponta como o principal município apresentando nota superior a 9 no Ideb de 2017. O índice também é o único do Brasil e conferiu à cidade a primeira colocação de todo o País neste período. Entre os índices 8 e 9, estão as cidades de Deputado Irapuan Pinheiro, Milhã, Ararendá e Jijoca de Jericoacoara. Já Frecheirinha, Coreaú, Meruoca e Brejo Santo estão com taxas próximas a 8. O estudo não indica o índice de Catunda, mas a cidade atingiu 8,2, em 2017.
 
Além disso, o relatório ainda avalia que “quase todos os 184 municípios cearenses deixaram de apresentar níveis muito baixos de qualidade educacional em termos de aprendizado e aprovação escolar, e seus resultados atuais estão entre as melhores pontuações do Ideb em nível nacional”.