Ceará adota novo protocolo para atendimento de coronavírus nos hospitais

O número de testes realizados deverá aumentar até semana que vem para mil por dia, conforme o secretário da Saúde, Dr. Cabeto

A Secretaria da Saúde do Ceará estabeleceu novo protocolo para atendimento aos casos de coronavírus, conforme anunciado na noite desta segunda-feira (6) em coletiva de imprensa com a participação do secretário da Saúde do Estado, Carlos Roberto Martins, o Dr. Cabeto, e da secretária de Saúde do município, Joana Maciel. Até o momento, 1.023 casos da Covid-19 já foram identificados no estado, além de 31 mortes. 

Conforme as novas diretrizes explicadas por Dr. Cabeto, a avaliação dos sintomas dos pacientes ocorrerá preferencialmente nas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs), nos postos de saúde e nas policlínicas. A partir daí, pacientes sintomáticos acima de 60 anos ou com comorbidades serão encaminhados a unidades intermediárias onde poderão ser internados para acompanhamento. 

Em Fortaleza, as unidades intermediárias, para casos de baixa e média complexidade, serão o hospital de campanha montado no Estádio Presidente Vargas, no Benfica, assim como os 150 leitos instalados em anexos no Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital de Messejana, Hospital César Cals e Hospital Albert Sabin. 

Unidades na Região Metropolitana e no Interior também contarão com reforço para atender as mesmas necessidades, como hospitais de Maracanaú, Caucaia, Aracati, Crateús, Icó, Iguatu, Brejo Santo, Tianguá e Itapipoca.

Por outro lado, pacientes que necessitarem de acompanhamento intensivo e de maior complexidade, serão deslocados para o Hospital Leonardo da Vinci, reativado exclusivamente para o tratamento da Covid-19, bem como para o Instituto Dr. José Frota 2 (IJF 2), que passa por ampliação do número de leitos. 

Também estarão projetados para tal fim os hospitais regionais de Sobral, Quixeramobim e Juazeiro do Norte, que contarão, ao todo com 200 novos leitos críticos.

Mil exames por dias

Outro anúncio feito por Dr. Cabeto diz respeito a ampliação da capacidade de realização de testes diagnósticos do agente infeccioso. A partir da semana que vem, o Ceará conseguirá proceder cerca de mil testes diariamente. Hoje, a média é de 400 exames por dia. 

Conforme a última atualização da plataforma IntegraSUS, no fim da tarde desta segunda, o estado realizou 6.422 exames, tanto na rede privada, quando nos laboratórios estaduais. O aumento no número de análises contará com os trabalhos do Laboratório Centra de Saúde Pública do Ceará (Lacen), da Universidade de Fortaleza (Unifor) e da Universidade Federal do Ceará (UFC). 

Além disso, Dr. Cabeto também declarou que novos 300 mil testes rápidos foram encomendados e devem chegar ao Ceará até o dia 15 de abril. Também foram comprados mais 700 respiradores, com previsão de chegada até o fim do mês. 

 

Avanço da Covid-19 no Ceará

Foram registrados 1.023 casos em, pelo menos, 36 municípios cearenses. Os dados, atualizados às 16h45 desta segunda-feira (6), mostraram ainda que Fortaleza continua sendo o principal centro de contágio com 919 pessoas infectadas e 24 óbitos.

Os casos da Covid-19 (doença provocada pela infecção do novo coronavírus) ultrapassaram, pela primeira vez, o registro de mil confirmações no Ceará. De acordo com a plataforma digital IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa-CE), já foram registrados 1.013 casos em, pelo menos, 37 municípios cearenses. Os dados foram atualizados às 13h55 desta segunda-feira (6).

Camilo recua de flexibilização

A pandemia do novo coronavírus tem gerado transtornos das mais diversas ordens no Estado. Após ter liberado o funcionamento de diversos setores da economia em novo decreto publicado no fim da noite deste domingo (5), o governador Camilo Santana (PT) resolveu anular os efeitos e continuar as proibições já implementadas nos textos anteriores. A primeira decisão, tomada no começo da noite de ontem (5), liberava 16 tipos de empresa à retomarem as atividades, na maioria indústrias.

Descumprimento ao decreto

A Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), registrou 7.836 ocorrências por descumprimento ao Decreto Estadual N° 33.519 - assinado pelo governador Camilo Santana, como medida de combate ao novo coronavírus (Covid-19) entre os dias 20 de março e 5 de abril (último domingo).

Ainda de acordo com a SSPDS, no mesmo período, em todo o Estado, 51 pessoas foram autuadas pela Polícia Civil por infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, crime previsto no artigo 286 do Código Penal Brasileiro.


Categorias Relacionadas


Roberta Souza 30 de Maio de 2020