AMC emite alertas para motoristas evitarem vias engarrafadas devido a protesto

As avenidas Santos Dumont e Barão de Studart também apresentaram com trânsito lento, enquanto os manifestantes marcham em direção à Praça Portugal. 

Legenda: A Avenida Desembargador Moreira apresentou trânsito lento entre a Praça da Imprensa e a Praça Portugal,
Foto: José Leomar

O protesto contra a Reforma da Previdência, que acontece em Fortaleza nesta sexta-feira (22), tem gerado longo engarrafamendo em vias no entorno do Dionísio Torres. A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) emitiu alertas, por meio de aplicativo, para os motoristas evitarem trafegar pelas vias que estão próximas à Avenida Desembargador Moreira,  que chegou a ser bloqueada entre a a Santos Dumont e a Praça Portugal e nos cruzamentos com as ruas Marcos Macêdo e Maria Tomásia. Conforme o órgão, agentes estão nas ruas desde as 8 horas da manhã para auxiliar no fluxo de veículos. 

A Avenida Desembargador Moreira apresentou trânsito lento entre a Praça da Imprensa e a Praça Portugal, onde os manifestantes ainda se concentram e já começam a se dispersar.  

As avenidas Santos Dumont e Barão de Studart também apresentaram trânsito lento, enquanto os manifestantes marcharam em direção à Praça Portugal. 

O presidente da Central de Trabalhadores do Brasil (CTB), Luciano Pamplona, informa que a mobilização em Fortaleza reuniu cerca de 30 mil pessoas na concentração, na Praça Portugal. Ele lembrou que ainda hoje tem audiência pública na Assembleia Legislaiva para discutir a Reforma da Previdência. Ele prevê novos atos no dia 1° de Maio e se mobilizam para uma possível greve geral, caso não haja mudanças no projeto da Reforma.