9,6% dos cearenses fizeram teste para Covid-19, aponta IBGE

Órgão afirma que até o mês de setembro 880 mil pessoas do Ceará foram submetidas a exames para detecção da doença

teste
Legenda: IBGE contabiliza três tipos de exames para Covid-19, a exemplo do teste rápido
Foto: Natinho Rodrigues

A edição mensal da Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (Pnad) Covid-19, divulgada nesta sexta-feira (23), revelou que, até setembro, 880 mil cearenses fizeram algum teste para diagnóstico da doença causada pelo novo coronavírus, o que equivale a 9,6% da população do Estado.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que publicou o levantamento, o número obtido no mês passado representa um aumento de 22,6% em relação aos dados de agosto, indicando que mais pessoas foram submetidas ao exame no intervalo de um mês. 

Do total de testes acumulados até setembro, a pesquisa aponta que 260 mil testaram positivo para o SARS-CoV-2, o que equivale a 2,8% da população do Ceará. 

O estudo leva em consideração três tipos de testes: o SWAB, em que a coleta é feita com um cotonete na boca e nariz; o teste rápido, exame realizado com um furo no dedo, e o sorológico, onde o profissional tira o sangue da veia do braço do paciente.

Ainda conforme a Pnad Covid-19, 99,8% dos lares cearenses possuem sabão e detergente para higienização das mãos; 96,1% dispõem de álcool em gel, e 98,9% têm água sanitária e desinfetante. Somente as luvas descartáveis apresentaram baixa presença, em apenas 27,9% dos domicílios.



 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza