1.200 equipamentos serão comprados para 16 unidades de saúde do Ceará, anuncia Governo

Ao todo, serão investidos R$ 20 milhões, segundo o governador Camilo Santana.

Legenda: Serão comprados desfibriladores, tomógrafos e concentradores de oxigênio
Foto: José Leomar

Mais de 1.200 equipamentos de saúde, como desfibriladores, tomógrafos e concentradores de oxigênio, serão adquiridos pelo Governo do Estado para modernizar 16 unidades de saúde distribuídas nas cinco macrorregiões do Estado, ainda em 2020. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (7) pelo governador Camilo Santana junto ao titular da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto.

Na mesma ocasião, o governador voltou a chamar atenção sobre o avanço de novos casos da Covid-19 em várias regiões do Ceará e declarou que, "se houver necessidade de o Estado ter que tomar decisões mais duras, nós vamos tomar".

Ao todo, serão investidos R$ 20 milhões, segundo Camilo. A meta é dar "mais disponibilidade tecnológica e facilitar o acesso" da população à saúde, de acordo com o Dr. Cabeto. Ele projeta que os aparelhos poderão ajudar a tratar politraumatismos, infartos e acidentes vasculares cerebrais (AVC) em municípios do Interior, evitando deslocamentos mais longos até Fortaleza.

As aquisições serão divididas entre estabelecimentos da Capital, como o Hospital Geral de Fortaleza (HGF), bem como hospitais regionais e alguns hospitais-polo que dispõem de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). 

"Mais de 82% da população do Ceará utiliza o SUS, e a ideia é cada vez mais fortalecer e integrar essa rede, com prontuário eletrônico para ganhar tempo e eficiência no atendimento. Esse é um processo contínuo", conclui Camilo Santana.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza