Polícia investiga vazamento de vídeo íntimo de vereador Gabriel Monteiro e adolescente de 15 anos

Político alegou que imagens estavam em seu celular ao qual apenas dois ex-assessores tinham acesso

Vereador Gabriel Monteiro
Legenda: Gabriel prestou depoimento e disse não saber a real idade da adolescente
Foto: Renan Olaz/CMRJ

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga o vazamento de um vídeo em que o vereador Gabriel Monteiro (sem partido) aparece mantendo relações sexuais com uma adolescente de 15 anos. As informações são do jornal O Globo. 

O político e a menor de idade registraram o caso na 42ª DP, no Recreio, onde prestaram depoimento na última segunda-feira (28). Um inquérito está em curso para apurar a ocorrência.

A adolescente afirmou à polícia que a relação foi consensual. A mãe dela reiterou essa informação e acrescentou que o relacionamento dos dois começou há 10 meses. Porém, a menor de idade disse ter contado ao vereador que tinha 18 anos.  

Ao ser questionada sobre a gravação íntima, a adolescente explicou que a autorizou, mas não lembra do conteúdo por ter sido feito há muito tempo. Ela também relatou ter recebido uma ligação do vereador que a orientou a não dar declarações sem a presença do advogado dele. 

Vazamento

Gabriel esteve na unidade policial, onde alegou não saber da idade da adolescente. O vereador disse que as imagens estavam arquivadas em seu celular, ao qual somente os ex-assessores Matheus Souza e Heitor Monteiro tinham acesso. Ambos acusam o político de assédio moral e sexual.

Segundo o político, os ex-assessores estariam recebendo dinheiro da suposta "máfia dos reboques", cujo objetivo era roubar dados e forjar provas contra ele. 

A reportagem do Globo procurou os dois homens. Heitor negou as acusações, enquanto Matheus não atendeu os contatos. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil

Assuntos Relacionados