Homem espancado após ter relação com esposa de personal trainer diz que foi convidado por ela

Homem em situação de rua diz que relação foi consensual

homem em frente a carro antes de agredir morador de rua
Legenda: O personal trainer espancou o homem após flagrar a relação sexual
Foto: Reprodução

O baiano Givaldo Alves, 48, espancado após ser flagrado em relação sexual com esposa de personal trainer, afirmou, em entrevista ao portal Metrópoles, que a relação com a mulher do educador físico foi consensual. Ele relatou que foi convidado a entrar em veículo, mesmo após dizer que não “tinha tomado banho”. 

O educador físico chegou a alegar que a companheira estava em surto psicótico e, por essa razão, teria sido vítima de um estupro.

Veja cena de agressão:

Em entrevista, Givaldo Alves rebateu as acusações do personal sobre o crime de estupro. “Deus me colocou em um lugar cercado por câmeras que comprovam não ter havido nada disso (estupro). Se fosse outro morador de rua, possivelmente já estaria preso”, declarou, aliviado.

Givaldo explicou como aconteceu o convite da mulher. “Eu andava pela rua e ouvi um grito: ‘moço, moço’. Olhei para trás e só tinha eu. E ela confirmou comigo dizendo: ‘Quer namorar comigo?’”, detalhou o baiano.

“Moça, eu não tenho dinheiro, sou morador de rua. Não tenho dinheiro nem para te levar ao hotel. Então, ela disse: ‘Pode ser no meu carro’”, pontuou.

Na entrevista ao portal de notícias, Givaldo Alves contou que foi casado, tem uma filha de 28 anos e peregrinou por cidades da Bahia, Tocantins, Minas e Goiás até chegar a Brasília. Desde então, alterna a rotina nas ruas entre abrigos públicos.

 

 

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil

Assuntos Relacionados