Butantan pede à Anvisa autorização para que CoronaVac seja aplicada também em menores de idade

Fabricante quer incluir o público entre 3 e 17 anos na bula da vacina

Vacinação contra a Covid-19 em crianças e adolescentes
Legenda: Até agora, a única vacina contra a Covid-19 aprovada pela Agência Nacional para menores de 18 anos no Brasil é a Pfizer, que tem indicação em bula para uso a partir de 12 anos
Foto: Jack Guez/AFP

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu nesta sexta-feira (30) um pedido do Instituto Butantan para ampliar a faixa etária de indicação da vacina CoronaVac. De acordo com o órgão ligado ao Governo Federal, a fabricante quer incluir o público de crianças e adolescentes na faixa de 3 a 17 anos na bula do imunizante.

Desde 17 de janeiro deste ano, o imunobiológico está autorizado para uso emergencial no Brasil para pessoas com 18 anos ou mais. Segundo a Anvisa, a inclusão de uma nova faixa etária deve ser feita pelo laboratório responsável pela vacina.

Também conforme o órgão, para incluir novos públicos na bula, o fabricante precisa fazer estudos que demonstrem a relação de segurança e eficácia para determinada faixa etária.

Essas pesquisas podem ser conduzidos no Brasil ou em outros países. No caso da CoronaVac, os ensaios foram realizados fora do País.

Imunizantes para menores de idade

Até agora, a única vacina contra a Covid-19 aprovada pela Anvisa para menores de 18 anos no Brasil é a Pfizer, que tem indicação em bula para uso a partir de 12 anos.

Já o laboratório Janssen recebeu autorização da Anvisa para realizar estudos de sua vacina em crianças e adolescentes, que estão em condução.

Vacinação contra a Covid-19 em adolescentes

Na terça-feira (27), o Ministério da Saúde e outras instituições da área informaram que adolescentes entre 12 e 17 anos começarão a ser vacinados contra a Covid-19 no Brasil após toda a população de 18 anos ou mais ser imunizada com pelo menos uma dose. Os menores de idade com comorbidades terão prioridade no esquema nacional.

De acordo com o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula, a primeira dose (D1) deve ser aplicada em todos os brasileiros adultos entre o final do mês de agosto e o início de setembro.

Cadastro de adolescentes para a vacinação

Desde 17 de julho, a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa) abriu o cadastramento para a vacinação contra a Covid-19 para pessoas de 12 a 17 anos. A inscrição pode ser feita na plataforma Saúde Digital (veja abaixo o passo a passo).

PASSO A PASSO PARA CADASTRO NO SAÚDE DIGITAL

1) Acesse o site Saúde Digital

2) Selecione a opção "Ainda não tenho cadastro"

3) Identifique-se preenchendo corretamente os dados do adolescente 

4) Nesta etapa do cadastro, deve ser informado se a pessoa está acamada, se tem alguma comorbidade e a profissão

5) Confirme seus dados e crie uma senha de acesso ao cadastro

6) Finalize o cadastro e aguarde seu agendamento. Acompanhe no site da Prefeitura de Fortaleza as listas dos agendados, divulgadas diariamente. Você também receberá orientações sobre data, horário e local, por e-mail e WhatsApp, próximo ao dia do atendimento.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil

Assuntos Relacionados