Operação prende 42 pessoas envolvidas em tráfico, roubos e assassinatos no Ceará

Alvos são investigados por assassinatos, tráfico de drogas, roubo, estupro e outros ilícitos

Escrito por Redação , seguranca@svm.com.br
prisão de criminosos no Ceará
Legenda: Ofensiva contra criminosos ocorreu entre sexta-feira (9) e domingo (11)
Foto: Divulgação/SSPDS

A Polícia Civil prendeu 42 pessoas entre a última sexta-feira (9) e o domingo (11). O grupo é investigado por múltiplos crimes no Ceará, incluindo a morte de um policial militar da reserva em março deste ano. Os mandados de busca e apreensão e prisão integram a operação Alcateia II.

Veja também

Os alvos da ofensiva possuíam mandados judiciais em aberto por crimes de homicídio, tráfico de drogas, roubo, furto, estupro de vulnerável, violência doméstica, latrocínio, estelionato, receptação e porte irregular de arma de fogo.

Entre as capturas do domingo (11) está a de um adolescente suspeito de participar do assassinato de um policial militar da reserva, de 66 anos, alvejado no dia 18 de março com tiros à queima roupa no Bonsucesso, em Fortaleza. 

O menor de idade foi apreendido no mesmo bairro onde ocorreu o homicídio. Ele era o último suspeito que faltava ser localizado. Segundo a Polícia Civil, "as investigações e diligências sobre o caso estão concluídas".

No sábado (10), os agentes de segurança prenderam seis homens nos bairros Bom Jardim, Messejana e Luciano Cavalcante, em Fortaleza, e nos municípios de Caucaia e Pacatuba. A Corporação não informou quais os crimes atribuídos a esses suspeitos. 

Um investigado de 57 anos por estelionato foi detido na sexta-feira (9), no bairro Aldeota. Outros 30 alvos tiveram suas ordens judiciais cumpridas nos bairros Barra do Ceará, Siqueira, Planalto Ayrton Senna, Paupina, Centro, Messejana, Pirambu, Jóquei Clube, Guajeru e nos municípios de Cascavel, Maracanaú, Caucaia, Eusébio, Campos Sales, Acopiara, Brejo Santo, Itaitinga, Iguatu e Quixadá.

"A operação traz realmente a responsabilização aos infratores que estavam com mandados judiciais em aberto para cumprir suas penas e retirar de circulação da sociedade os alvos envolvidos em crimes”, avaliou o delegado-geral adjunto Márcio Gutierrez.

 

Os destaques das últimas 24h resumidos em até 8 minutos de leitura.
Assuntos Relacionados