'Jogo do Tigrinho': como está o casal preso no Ceará há 6 meses e que ostentava na internet

Eles devem ser ouvidos na 14ª Vara Criminal de Fortaleza, em audiência marcada para o próximo dia 19 de julho

Escrito por Emanoela Campelo de Melo , emanoela.campelo@svm.com.br
skarlete
Legenda: A mulher segue em prisão domiciliar
Foto: Reprodução/Instagram

A vida de luxo, com ostentação nas redes sociais dos influenciadores digitais Skarlete Mello e Erick Costa de Brito, não é mais a mesma há pouco mais de seis meses. A Justiça do Ceará manteve a prisão domiciliar de Skarlete, e para Erick está mantido o cárcere na Unidade Prisional de Pacatuba. Eles devem ser ouvidos na 14ª Vara Criminal de Fortaleza, em audiência marcada para o próximo dia 19 de julho.

Presos no Ceará em dezembro de 2023, sob acusação de envolvimento com o 'Jogo do Tigre' e uso de documento falso, o casal se tornou réu no Judiciário cearense em janeiro deste ano, depois que o Ministério Público do Ceará (MPCE) formalizou a acusação.

Veja também

Desde então, os denunciados tentam reverter a situação, com pedidos de habeas corpus recentemente negados no 2º Grau do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e a recusa do Procurador-Geral de Justiça acerca do pedido de Skarlete por um Acordo de Não Persecução Penal (ANPP).

A defesa dos dois réus sustenta a tese de ausência de dolo por parte do casal

Agora, os advogados de Erick pedem que o réu seja transferido para a cidade do Maranhão, alegando que é lá onde os familiares dele residem.

Já Skarlete, desde dezembro, recebeu o direito de ficar em prisão domiciliar, por comprovar que tem filhos pequenos e que necessitam dos cuidados dela. Consta nos autos ainda que ela teria descumprido o perímetro imposto, mas a defesa alega que isso aconteceu porque ela precisou ir ao médico e ao dentista.

skarlete
Foto: Reprodução/Redes Sociais

No último dia 18 de junho, o MP se manifestou novamente pela manutenção da prisão preventiva da acusada, alegando "ser medida necessária e adequada ao caso".

'OSTENTAÇÃO É A MARCA DELES'

Skarlete Mello e o namorado, Erick Costa de Brito, foram presos no dia 15 de dezembro em operação conjunta das forças policiais do Ceará e do Maranhão.

Além de morar em uma casa de luxo em Fortaleza, com o casal foi apreendido um Porshe de alto valor. Os dois foram encontrados em um hotel de luxo no bairro Sabiaguaba, onde havia reservado cerca de 30 quartos para receber outros influencers para o lançamento de nova plataforma do "Jogo do Tigre", considerado ilegal. 

A manutenção do estilo de vida foi possível por conta do "dinheiro fácil" vindo da divulgação deste jogo de azar - prática também considerada crime. A explicação é do delegado Pedro Adão, do Departamento de Combate ao Crime Organizado do Maranhão. "Ostentação é a marca deles", destacou em entrevista a TV Verdes Mares. 

Segundo o investigador, Skarlete Mello faturava cerca de R$ 250 mil por semana apenas com a divulgação do jogo de azar. A influenciadora e o namorado lideravam a organização criminosa responsável por lavar o dinheiro recebido pela divulgação, segundo a Polícia.

"Eles promoviam jogos de azar, que consiste na divulgação e exploração do Jogo do Tigre, que nada mais é que jogo de caça-níquel. E aí o dinheiro que adivinha dessa divulgação, eles lavavam esse dinheiro. Montaram uma verdadeira organização criminosa dedicada a lavar dinheiro vindo de exploração do jogo de azar"
Pedro Adão
Delegado

Quando capturados, os suspeitos chegaram a apresentar documentos falsos. Erick já tinha antecedentes criminais, incluindo uma condenação por homicídio.

Os destaques das últimas 24h resumidos em até 8 minutos de leitura.
Assuntos Relacionados