Conta de R$ 1,6 mil motivou discussão entre Ronivaldo Maia e mulher; veja depoimentos

O vereador por Fortaleza optou por ficar em silêncio durante esclarecimentos após a agressão

Escrito por Redação,

Segurança
Vereador Ronivaldo Maia na câmara municipal de fortaleza
Legenda: A assessoria do petista confirmou a prisão na noite desta segunda (29)
Foto: Érika Fonseca/CMFor

O vereador de Fortaleza Ronivaldo Maia (PT) pediu à amante para pagar uma conta de R$ 1,6 mil, o que teria iniciado uma discussão entre os dois, que terminou com a mulher sendo arrastada pelo carro do político, na Capital, na última segunda-feira (29), de acordo com os primeiros levantamentos da Polícia Civil do Ceará (PCCE). Ao ser interrogado, o suspeito - que está preso - preferiu se manter em silêncio.

Em despacho que a reportagem teve acesso, a Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza (DDM) relata que Antônio Ronivaldo da Silva Maia, de 51 anos, foi à casa da mulher de 36 anos - com quem tinha um relacionamento extraconjugal - no bairro Granja Portugal e pediu para ela adiantar o pagamento de uma conta, para depois ele ressarci-la. Mas ela se negou a realizar o pagamento, e os dois começaram a discutir.

Conforme depoimentos prestados à Polícia pela vítima e por testemunhas, a mulher foi empurrada pelo vereador para fora do carro, um Ford Eco Sport, e segurou o parabrisa do veículo. Neste momento, Ronivaldo acelerou o automóvel e arrastou a amante pela rua por alguns metros. Ela foi socorrida por populares.

A mulher teve lesões (escoriações e edemas) no braço esquerdo e nas pernas, atestados pela Perícia Forense do Ceará (Pefoce). Ela relatou que perdeu muito sangue, que fraturou o osso do pulso esquerdo, precisando imobilizá-lo, e ainda perdeu tecido da mão.

Ainda de acordo com as testemunhas, Ronivaldo saiu do local com o carro e depois voltou a pé para tentar prestar socorro à mulher, que já estava em casa. Mas familiares dela o expulsaram da residência. Ele foi preso em flagrante minutos depois, em um posto de combustíveis, pela Polícia Militar do Ceará (PMCE).

Ronivaldo Maia foi levado à DDM e autuado pelos crimes de tentativa de homicídio (com a qualificadora de recurso que impossibilitou a defesa da vítima) e por violência doméstica. A Polícia Civil ressaltou que o caso não cabe fiança.

'Parlamentar luta pelos direitos das mulheres', diz assessoria

A assessoria de comunicação do vereador Ronivaldo Maia emitiu nota, na noite da última segunda (29), em que confirmou a prisão do políticou e ponderou que "o parlamentar luta pelos direitos das mulheres, em especial nas que sofrem violência doméstica".

Confira a nota na íntegra:

A assessoria do vereador de Fortaleza Ronivaldo Maia (PT-CE) tomou conhecimento, na noite desta segunda-feira (29/11), da detenção do parlamentar.

Neste momento, ainda apuramos as circunstâncias da detenção e aguardamos informações concretas sobre a situação, que serão repassadas pelos advogados que acompanham o caso.

Tão logo tenhamos novas atualizações, informaremos aos colegas jornalistas.

Ao longo de sua trajetória, o vereador carrega em uma de suas principais bandeiras a defesa da mulher.

Lembramos que o parlamentar luta pelos direitos das mulheres, em especial nas que sofrem violência doméstica. Tendo inclusive diversos projetos de lei nesse sentido.

Assuntos Relacionados